Tarte de maçã

IMG_9548-2Setembro, a caminho do outono, embora não pareça, começamos a ter à nossa disposição as frutas de Outono, entre elas a maçã!

Assim sendo cá vai uma tarte recheada com maçãs reinetas. Uma boa maneira de comer a fruta.

Para a massa fui buscar a minha receita favorita da Lina Lomelino, da qual sou fã e  vou partilhar com vocês.

Então, o segredo é juntar a manteiga à farinha o mais fria possível e com as pontas dos dedos rapidamente fazer com que fiquem com um aspecto esfarelado.

seguidamente junte a água que também deverá  estar gelada, uma colher sopa de cada vez, para controlar melhor o liquido a incorporar. Convém fazer o processo sem trabalhar muito a massa, para não desenvolver o glúten. Saberá a quantidade certa de água quando  pegar na massa e ela não se colar aos dedos.

Depois de a cobrir vai ao frigorífico mínimo 1 hora, eu deixo sempre de um dia para o outro.

Posso fazer a massa com antecedência?

Sim pode preparar massa de tarte com dois dia de antecedência se a mantiver no frio. Envolva completamente em película aderente para não absorver os outros odores do frigorífico. Quando quiser utilizar a massa deixe pelo menos 10 minutos à temperatura ambiente para a poder estender.

Posso congelar a massa?

Sim, basta envolvê-la por completo em película aderente e introduza-a num saco de congelação hermeticamente fechado. Achate a massa antes de a congelar, para depois descongelar mais depressa. Não se esqueça de marcar a data de preparação. Para descongelar, transfira a massa do congelador para o frigorífico e deixe descongelar de um dia para o outro para a usar.

O recheio desta vez foi todo feito em cru: maçãs fatiadas misturadas com farinha canela, gengibre e noz moscada em pó.

Depois é forrar a tarteira com a massa rechear cobrir e levar ao forno!

Receita – +/- 8 pessoas

Ingredientes

Massa

  • 400g de farinha de trigo T65
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de café de sal
  • 1/2 colher de chá de canela em pó
  • 275g de manteiga sem sal fria cortada aos quadrados
  • 5-7 colheres de sopa de água gelada

Recheio

  • 140g de açúcar branco
  •  90g  de açúcar moreno ou amarelo
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo T65
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 1 colher de café de gengibre em pó
  • 1 colher de café de noz moscada
  • 6 maçãs à escolha descascadas e fatiadas finas
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 1 clara de ovo
  • açúcar para polvilhar a tarte

Preparação

Massa

  1. Misture a farinha, o açúcar, o sal e a canela numa taça. Junte à farinha a manteiga. Trabalhe a farinha e a manteiga com as pontas dos dedos até a massa esfarelar.
  2. Adicione a água gelada(1 colher de sopa, e junte mais,aos poucos,( se a massa estiver muito seca) e misture com um garfo até estar toda ligada formando uma bola.
  3. Cubra a massa com película aderente, achate-a um pouco e envolva-a completamente com a película. Leve ao frigorífico durante pelo menos 1 hora, de preferência de um dia para o outro.

Recheio

  1. Numa taça pequena, combine os açúcares, a farinha e as especiarias; reserve. Noutra taça grande misture a maçã fatiada com o sumo de limão junte o que reservou na taça pequena e misture tudo bem com cuidado para não esmagar a maçã.

Montagem e cozedura

  1. Pré-aqueça o forno a 225Cº
  2. Estenda um pouco mais de metade da massa numa superficie polvilhada com farinha, forre a tarteira , verta o recheio e a colher se sopa de manteiga em pequenas “nozinhas”. Leve ao frigorífico enquanto prepara a base para tapar a tarte.
  3. Forre o cimo da tarte e leve ao congelador 15 minutos.
  4. Antes de a levar ao forno, bata ligeiramente a clara de ovo, só até fazer espuma e pincele o cimo da tarte, polvilhe com um pouco de açúcar e coloque no forno na prateleira mais baixa durante 20 minutos. Reduza a temperatura para 175 ºC e deixe cozer mais 40 minutos, até o recheio borbulhar. Se a cobertura começar a escurecer demasiado antes do final da cozedura, cubra-a com folha de alumínio.
  5. Tire a tarte do forno e deixe-a arrefecer completamente.

IMG_9549-2

Bom apetite!

Beijinhos e abraços

Ana

Esta tarte acompanha bem uma bola de Gelado de baunilha

Pode espreitar aqui outras tartes:

Tarte de cheesecake com morangos e pistachios

 Tarte de nectarinas e frutos vermelhos

Bakewell Tart

Tarte de Snickers

Se resolver abarcar nesta aventura e achar bem, tire uma foto e tag em #acozinhadaanikas no instagram, adorava ver como ficou.

 

Tarte de cheesecake com morangos e pistachios

D8DAD176-5B20-4E63-98EA-D5D22F346A54-2

Esta tarte pareceu-me perfeita para aproveitar uma lata quase inteira de leite condensado que me sobrou quando fiz o doce em camadas de limão e morango

Desta vez dei forma ao queijo creme e ao leite condensado, colocando-os dentro de uma base feita de biscoitos de manteiga e pistachios numa forma de tarte. No cimo decorei com frutos da época, morangos e pistachios partidos.

Receita

Ingredientes

Base

  • 315g de bolachas de manteiga
  • 25g de pistachios descascados
  • 60g de manteiga sem sal
  • 2 colheres de sopa de açúcar moreno

Recheio

  • 450g de queijo creme à temperatura ambiente
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 colheres de sopa de sumo de limão
  • 2 folhas de gelatina
  • 1 colher de café de extracto de baunilha

Preparação

Base

  1. Pré aqueça o forno a 180C.
  2. Triture os pistachios e as bolachas, no robot de cozinha ou similar e coloque numa taça funda.
  3. Derreta a manteiga e deite para a taça misturando tudo muito bem. Seguidamente deite o preparado para uma tarteira distribua e pressione-o muito bem na base e lados da tarteira.
  4. Leve ao forno só por 8 minutos, retire e deixe arrefecer.

Recheio

  1. Enquanto a base arrefece, demolhe as folhas de gelatina. Na batedeira com a ponta de bater as claras, misture o queijo creme com o leite condensado até obter um preparado cremoso e homogénio.
  2. Acrescente as folhas de gelatina já derretidas em banho maria ou no microondas, o sumo de limão e o extracto de baunilha e bata mais um pouco, até estar tudo misturado.
  3. Coloque o preparado por cima da base de biscoito que já deverá estar fria e ponha no frigorífico, mínimo 6 horas, ou durante a noite até ao outro dia.
  4. Decore com morangos e pistachios partidos.

 

Bom apetite!

Se gosta de cheesecakes também poderá espreitar:

Cheesepretzel de morango

Cheesecake de Brigadeiro

CheeseCake de Oreos Chocolate e Baunilha

Beijos e abraços

Ana

Se resolver abarcar nesta aventura e achar bem, tire uma foto e tag em #acozinhadaanikas no instagram, adorava ver como ficou.

Receita adaptada de Dev Amadeo

 

Cheesepretzel de morango

Já lhe chamaram salada, ou sobremesa de pretzels com gelatina de morango. Eu preferi chamar-lhe cheesepretzel  devido   à sua base ser confeccionada com pretzels. Assim sendo temos um creme de queijo numa base de pretzels esmagados com manteiga, açúcar e canela. No topo uma gelatina de morango misturada com morangos frescos. Estamos na época deles temos que aproveitar!!!!

Tenho também que dizer que é uma boa sobremesa para ser levada para reuniões de família ou de amigos porque é muito fácil de transportar.

Como se faz?

Nada mais fácil, comecemos pela camada de baixo:

 

 

Seguidamente a camada do meio:

 

 

Finalmente a camada de cima:

 

 

e obtemos este resultado IMG_8656-2

Para servir corta aos quadrados, para levar, embrulha em papel vegetal ou alumínio e de certeza que chegará bem ao destino sem desastres!

Esta receita foi adaptada do blog meattoat and Melodrama

RECEITA – 12 PESSOAS

Ingredientes

Crosta

  • 265g de pretzels esmagados (+/- 3 pacotes de 150g)
  • 170g de manteiga sem sal derretida
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de sopa de canela em pó

Camada de queijo creme

  • 230g de queijo creme escorrido
  • 250g de açúcar
  • 2dl de natas batidas
  • 2 folhas de gelatina demolhadas

Camada de gelatina de morango

  • 500g de morangos cortados ao meio
  • 2 pacotes de gelatina de morango
  • 500ml de água a ferver

Preparação

Crosta

  1. Numa tigela misturar os pretzels esmagados com o açúcar, canela e a manteiga derretida.
  2. Deite para um tabuleiro que vá ao forno e mesa de 33cmx22cm e pressione bem. A base de um copo ajuda.
  3. Leve ao forno aquecido a 200 graus entre 8 a 10 minutos. Retirando e deixando arrefecer.

Camada de queijo creme

  1. Escorra o queijo e coloque-o numa tigela com o açúcar e bata até ficar cremoso.
  2. Derreta as folhas de gelatina e misture-as no preparado, batendo mais um pouco até ficarem bem misturadas.
  3. Incorpore no preparado as natas batidas sem bater e coloque em cima da camada dos pretzels, que já deverá estar fria. Espalhe bem, inclusive nos cantos. Coloque no frigorífico até ficar firme.

Camada de gelatina de morango

  1. Numa tigela grande, misture a gelatina com a água a ferver, até esta se dissolver deixe arrefecer um pouco.
  2. Misture os morangos na gelatina até esta começar a engrossar.
  3. Deite  por cima da camada do queijo creme.
  4. Leve novamente ao frio para ficar firme, nunca menos de 2 horas ou pode ser até ao outro dia de manhã.
  5. Quando estiver pronto para servir pode colocar chantilli para decorar.

NOTAS:

  1. Não deixe no forno os pretzels por mais de 10 minutos.
  2. Se tiver um tempo extra deixe escorrer o queijo creme num passador por 1hora. Ficará mais cremoso porque deita o soro fora.
  3. Para esfriar mais depressa a gelatina, um pouco antes de a fazer pode colocar os morangos no congelador.

IMG_8662-2

Bom apetite!

Beijos e abraços

Ana

Se fizer esta receita tira uma foto e tag #acozinhadaanikas no instagram. Gostava muito de ver como ficou

 

 

 

O Rei dos pudins

A riqueza da doçaria portuguesa tem grande parte da sua origem nos conventos e mosteiros portugueses. As claras de ovos utilizadas para a confecção de hóstias ou para engomar os hábitos deixavam as gemas, que, para não serem desperdiçadas, levaram as freiras e frades a aperfeiçoarem as receitas ancestrais e familiares, criando ou recriando doces ricos em açúcar, gemas e frutos (secos ou da época).

Alcobaça, de onde é originária a receita do pudim que hoje vos trago, tornou-se  pioneira na preservação e divulgação do riquíssimo património cultural que é a doçaria, deixada pela presença dos monges e monjas cistercienses dos conventos de Alcobaça e Coz.

Resultado de imagem para convento de alcobaça
Imagem tirada da net do mosteiro de Alcobaça

O ingrediente principal deste pudim, e por isso conventual, são os ovos, 12 precisamente, a eles juntamos calda de açúcar, amêndoa,manteiga e temos um doce de se ” bradar aos céus”o que não é de se admirar devido à sua origem!

 

 

Receita

Material

  • Forma de chaminé com 23cm
  • Tabuleiro onde caiba a forma com água

Ingredientes

  • 10 gemas + 2 ovos inteiros temperatura ambiente
  • 500g de açúcar
  • 1/2 litro de água
  • 35g de manteiga s sal à temperatura ambiente
  • 150g de miolo de amêndoa moido com pele

Preparação

  1. Leva-se ao lume a água e o açúcar até ficar ponto pérola. Se tiverem dúvidas como se atinge o ponto podem verificar aqui
  2. Deixa-se arrefecer um pouco, unta-se uma forma com manteiga e deita-se 200ml da calda.
  3. À calda restante junta-se a manteiga e a amêndoa, cortam-se os ovos com uma faca para não os arejar, e juntam-se ao preparado anterior, só a envolver! Não queremos ar no pudim.
  4. Deita-se muito devagar na forma. Vai ao forno em banho maria a 150ºC durante 60 minutos.

IMG_7848-2

IMG_7853-2

 

Bom apetite!

Beijos e abraços

Ana

Se fizer o Rei dos pudins, tire uma foto e publique no instagram #acozinhadaanikas, gostaria muito de ver como  o pudim tomou forma na sua cozinha.

 

Churros em forma de waflles

Este mês a 21ª edição do Sweet World da Susana e da Lia fala-nos de churros . Uma versão mais pequena da famosa fartura que se vende em feiras e festas regionais, quentinha, polvilhada com açúcar e canela.

Para esta edição do Sweet World resolvi dar uma forma diferente aos churros transformando-os em waffles, adaptando e traduzindo para português uma receita de Daniel Shumski . Uma outra maneira de comer churros para quem não gosta do cheiro a fritos em casa. Nesta receita apenas trocamos a fritadeira pela máquina de waffles.IMG_3816

Começemos pela massa que é feita da mesma forma que fazemos a massa choux.IMG_3809-2

Temos que ter cuidado em não encher a máquina dos waffles com grande quantidade de massa porque esta cresce e sai fora da máquina. Aconselharia primeiramente colocar um pouco de massa para a testar.

 

 

Depois de estarem cozidos pincelamos com manteiga derretida e passamos por açúcar e canela.IMG_3821-2

Para que tudo fique ainda mais composto, acrescentamos um molho de chocolate.IMG_3832-2

Bom Apetite!

Receita – 3 waffles + 1/2

Ingredientes

Para a massa

  • 126g de água
  •  58g  de manteiga sem sal
  • 1 colher de sopa de açúcar
  •  85g de farinha T55 sem fermento
  • 1 colher de café de sal
  • 1/2 colher de café de canela
  • 2 ovos L

Para o molho de chocolate

  • 57g de manteiga
  • 43g de chocolate em barra com 70% de cacau
  • 113g de natas
  • 149g de açúcar
  • 28g de cacau em pó
  • 1 colher de chá de café instantâneo em pó (opcional)
  • 2 colheres de chá de extrato de baunilha

Para polvilhar

  • 130g de açúcar
  • 1 colher de chá de canela

Preparação

  1. Molho de chocolate: Numa tigela misturar o açúcar e o cacau em pó. Leve a manteiga e o chocolate a derreter, numa panela em lume mínimo. Quando obtiver uma mistura cremosa, acrescente as natas, misture e seguidamente adicione o açúcar e o cacau, mexa e assim que começar a ferver retire do lume e acrescente o extrato de baunilha. Deixe arrefecer.
  2.  Massa: Numa panela levar a ferver, a água, manteiga, sal, açúcar e a canela.Quando a manteiga tiver derretida e o açúcar dissolvido, baixe o lume adicione a farinha de uma só vez e mexa rapidamente até a massa absorver a água, formar uma bola e descolar do tacho. Retirar a panela do lume e passar a massa para a tigela da batedeira e deixar arrefecer 5 minutos. Acrescentar um ovo de cada vez e misturar bem. Obterá uma massa firme mas cremosa.
  3. Aqueça a máquina de fazer waffles e unte com manteiga os dois lados. Coloque cerca de duas colheres de sopa de massa em cada secção. Feche a tampa e deixe cozer, até os churros estarem dourados, dependendo da máquina +/- 5 a 10 minutos. Transfira os churros para um prato e repita o processo com o resto da massa.
  4. Pincele os churros com manteiga derretida e passe-os pela mistura de açúcar e canela. Sirva quente com o molho de chocolate.

IMG_3830-2

Deixo aqui um pequeno vídeo com alguns passos da receita.

Beijos e abraços

Ana

 

 

 

Sobremesa de maçã e caramelo 

Este mês a Marta escolheu a maçã com este lindo logo  para nos desafiar a colocar coisas boas na sua sempre linda mesa. Como já tinha a maçã debaixo de olho pois deram-me umas maçãs reinetas que teriam de ser utilizadas rapidamente, resolvi que um dump cake que tinha visto à tempos nas minhas pesquisas seria  a melhor maneira de aproveitar as ditas maçãs. Não consegui arranjar uma tradução em português para dump cake e por essa razão preferir chamar-lhe sobremesa de maçã e caramelo. De qualquer forma gostaria de brevemente deixar aqui o que descobri acerca do referido dump cake. A palavra dump tem a tradução literal de despejo e de facto o que se faz é “despejar” alguns ingredientes para um tabuleiro levar ao forno ou não e rapidamente temos uma sobremesa. Geralmente esses ingredientes são adquiridos já pré-confeccionados para acelerar o processo, o que nem sempre resulta bem. Dizem os entendidos que o sucesso dos dump cakes  resulta em utilizar os tais ingredientes feitos de raíz ou seja feitos por nós. Claro que aqui em Portugal é muito fácil pois ainda não temos à venda a quantidade de produtos já confeccionados que os americanos  e ingleses têm. Seguindo então o conselho anotei quais os ingredientes do dump cake e mãos à obra.!

IMG_3082-2

Comecei por fazer o recheio de maçã. Andei tão entusiasmada a fazer uma história para o instagram que esqueci de tirar fotos, mas não está tudo perdido porque guardei a história e publiquei na minha página do facebook que deixo aqui a ligação. Depois o caramelo salgado e por último a mistura de farinha.

Reuni todos os ingredientes IMG_3059-2.jpg

e comecei a montar pela seguinte ordem:

1- recheio de maçã

2- caramelo

3- mistura da farinha

4- nozes e quadradinhos de manteiga

para o forno e quando na cozinha começar a ter vários cheiros desde maçã assada com canela, a seguir a caramelo e por fim a bolo saberá que tem a sua sobremesa pronta!IMG_3094-2

Pode comer simples ou acompanhada por uma bola de gelado, natas batidas com um pouco de canela ou o que a sua imaginação lhe ditar. Eu para já acompanhei com uma bola de gelado regado com o caramelo salgado que me sobrou.IMG_3085-2

Bom apetite!!!

Receita

Ingredientes

Recheio de maçã

  • 8 maçãs qualidade à escolha
  • 6 colheres de sopa de água
  • 57g de manteiga
  • 2 colheres de chá de canela
  • 140g de açúcar
  • 2 colheres de sopa +1/2 de amido de milho
  • 4 colheres de sopa de água

Caramelo Salgado

  • 450g de açúcar
  • 170g de manteiga sem sal cortada aos quadrados
  • 200g de natas à temperatura ambiente
  • 1 colher de sopa de flor de sal

Mistura de farinha

  • 195g de farinha T55 sem fermento
  • 264 de açúcar
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1/2 colher de chá de sal fino
  • 72g de nozes partidas grosseiramente
  • 170g de manteiga sem sal cortada aos quadrados

Preparação

  1. Recheio de maçã: num tacho colocar as maçãs descascadas e cortadas ás fatias, o açúcar e a manteiga derretida com a canela. Cobrir a panela com uma tampa e deixar cozer, até a fruta amolecer. Mexer de vez em quando para não pegar, mas tendo o cuidado para não esmagar muito a fruta.
  2. Numa tigela pequena misturar o amido de milho com a água. Juntar à panela e continuar a cozer até a mistura engrossar. Queremos um recheio em que a fruta esteja cozida mais aos bocados.
  3. Caramelo salgado: modo de preparação  aqui
  4. Mistura de farinha: numa tigela misturar a farinha, o açúcar, o fermento e o sal

Montagem

  1. Aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha um tabuleiro 22x33cm e colocar o recheio de maçã, em cima o caramelo e seguidamente a mistura de farinha sacudindo um pouco. Para terminar as nozes e a manteiga aos quadrados a cobrir todo o tabuleiro.
  2. Levar ao forno 35 a 40 minutos. Retirar, deixar amornar ou esfriar e servir.

Beijos e Abraços

Ana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Pudim tradicional limão/ traditional lemon pudding 

scroll down for english recipe
Quando andei a fazer arrumações na minha dispensa encontrei uma colecção de livros de cozinha tradicional portuguesa bastante antigos que curiosamente comecei a folhear. À medida que ia folheando, veio-me à ideia que seria interessante partilhar algumas das receitas com vocês, já testadas por mim, mas também partilhá-las em língua inglesa por esse mundo fora, dando a conhecer um pouco do nosso Portugal.

Assim sendo e como tinha acabado de fazer um bolo de claras e sobrado  algumas gemas, abrir esta nova categoria com um pudim de limão tradicional da região de Bucelas. Para quem não sabe Bucelas é uma freguesia pertencente ao concelho de Loures situada nos arredores de Lisboa. É conhecida principalmente pelos seus vinhos tendo jáuma região  demarcada.

Foto tirada da net

O pudim, uma receita fàcil de fazer, apenas com ovos, açúcar,limão e àgua . Aqui o ingrediente principal são os ovos nada mais nada menos que 14 o que não é de admirar pois muitos dos nossos doces tradicionais são feitos com grandes quantidades de ovos. As gemas e o ovo são  colocadas numa calda de açúcar e limão e vão ao forno em “banho maria”. No final acrescentei ao pudim o meu toque pessoal decorando-o com rodelas de limão caramelizadas.​Bom apetite!

RECEITA 10 pessoas forma 25cm com chaminé 

Ingredientes 

Para o pudim

  • 430g açúcar
  • 215g àgua
  • 13 gemas + 1 ovo
  • 1 limão

Para o limão caramelizado 

  • 10 colheres de sopa de açúcar
  • 150g de água
  • Rodelas finas de 1 limão +1/2

Preparação

  1. Pré aquecer o forno 170C. Untar uma forma com buraco.
  2. Num tacho deitar a àgua, açúcar,sumo de 1/2 limão e uma casquinha sem a parte branca. Deixar ferver em lume brando até atingir o ponto fio-110-112C no termómetro do açúcar- +\- 20 minutos.
  3. Deixar arrefecer um pouco. Numa tigela colocar 13 gemas + 1 ovo inteiro e misturar.
  4. Temperar os ovos: deitar uma colher de sopa da calda nos ovos e com uma vara de arames misturar rapidamente. Repetir o processo até a mistura dos ovos estar morna. Só então deitar em fio o resto da calda sempre a misturar com a vara de arames. Este procedimento vai evitar que os ovos cozam ficando a mistura com farrapos brancos.
  5. Deitar o preparado na forma untada levar ao forno dentro de um tabuleiro com água quente para cozer em banho-maria durante +\- 30 minutos.
  6. Deixe arrefecer no forno quando estiver morno coloque no frigorífico para ficar completamente frio e só depois desenformar com cuidado passando uma espátula à volta do pudim e centro.
  7. Cortar rodelas finas dos limões. Numa panela juntar o açúcar e água e as rodelas de limão, deixar ferver em lume brando durante 10 minutos.
  8. Apagar o lume e retirar cuidadosamente para uma grelha untada ou papel vegetal e deixar esfriar. Guardar a calda se quiser utilizar no pudim.

After looking through some old books of traditional Portuguese recipes that I found in the house, I thought it would be interesting to do some posts about some of the recipes and at the same time to make known the regions where they belong. So , I started with a traditional lemon pudding from the Bucelas region..Bucelas is a Portuguese village near of Lisbon in Portugal.

Google photo

It is a village that continues to maintain rural characteristics and has in the winemaking activity strong traditions for the excellent white wines that it produces.  The fame of white wine is very old.It was during the French invasions that the wine of Bucelas happens to have international fame. It is said that the King George III, at the time Prince Regent, suffered from a disease and to treat it was used the wine of Bucelas ,offered by general Wellington  in its return of the Campaigns of Portugal. Due to it the wine of Bucelas, became a habit of the Crown of England. It is currently known around the world, achieving several gold and silver medals in international competitions.

Google photo

In Bucelas, even today there are more traditional professions and people from this land still live, such as blacksmiths, basket-makers, and coopers. Apart from all this, it has a very rich gastronomy, beautiful landscapes

Google photo

and a rich cultural heritage, which is worth knowing, such as Bucelas Mother Church.

Google photo

Located in the center of the urban nucleus, in a small elevation, this remarkable temple with evident references to the century. XVI, shines for the diversity and quality of its Art and History. Another important even is a traditional party call it wine and vines to promote the culture and ethnography of this region as well as its tourist promotion. Popular music, folklore, handicrafts and various exhibitions are part of the program that has its high point in the Ethnographic Parade.

Google photo
Google photo
Google photo

This lemon puddim has as mainly ingredient the eggs, 14 eggs more precisely. You know here in Portugal our Traditional sweet recipes most often has a lot of eggs. In this recipe besides the eggs, it has only more 3 ingredients: sugar, lemon and water.

The secret for this recipe work out is to temper the eggs. You must adding the hot liquid slowly to bring up the temperature of the eggs without scrambling them. So you need to add a very small amount of hot liquid into the eggs while constantly whisking the eggs. I add a tablespoon each time and I repeat the process for more 5 times. Now you can safely add the remaining hot liquid. Adding the hot liquid slowly will gradually bring up the temperature of the eggs without scrambling them.

RECIPE – serves 8-23cm pan with a whole in the middle 

For pudding 

  • 430g sugar
  • 215g water
  • 13 egg yolks + 1 egg
  • 1 lemon

For candied lemon Slices

  • 1 lemon + 1/2
  • 10 tbsp sugar
  • 150g water

Directions:

  1. FOR PUDDING: Preheat the oven 350 F and have de baking pan you’ll use for the double boiler handy. Butter a pan very well.
  2. In a saucepan over medium-high heat bring the water ,sugar, a juice of 1 lemon and a 2 inch lemon peel only with the yellow part to a boil. Turn the  heat to low and let boil until it reaches  230F/110C in sugar thermometer.
  3. In a bowl put 13 egg yolks + 1 whole egg and whisking only to mixture the eggs, do not overmix.
  4. Pour the sugar syrup into the eggs following the process of temper the eggs taught above.
  5. Stain and pour the mix into the baking  pan.
  6. Put it in the oven in a double boiler for 45 minutes.
  7. Verify that it’s ready by using a skewer stick. If the stick comes out clean it means that the pudding is ready,
  8. Carefully remove it from oven and place it on a wire grill. Let cool at room temperature and put it in the fridge until is completely cool.
  9. Remove from de pan by passing around a spatula and shake carefully until the pudding is all lose. Put it again in the fridge.
  10. FOR CANDIED LEMON SLICES: cut the lemons into 1/8-inch-thick rounds;
  11. Stir together sugar and water in a large skillet over medium heat until sugar is dissolved. Add lemon slices and simmer gently, keeping slices in a single layer and turning occasionally, +\- 10 minutes until they are browned.
  12. Remove from the heat. Place slices in a single layer in a wax paper, using tangs. Cool completely. Reserve the caramel to use in pudding.

If you have any doubts, please let me know!

I would appreciate your feedback on this post!

Xoxo

Ana