O Rei dos pudins

A riqueza da doçaria portuguesa tem grande parte da sua origem nos conventos e mosteiros portugueses. As claras de ovos utilizadas para a confecção de hóstias ou para engomar os hábitos deixavam as gemas, que, para não serem desperdiçadas, levaram as freiras e frades a aperfeiçoarem as receitas ancestrais e familiares, criando ou recriando doces ricos em açúcar, gemas e frutos (secos ou da época).

Alcobaça, de onde é originária a receita do pudim que hoje vos trago, tornou-se  pioneira na preservação e divulgação do riquíssimo património cultural que é a doçaria, deixada pela presença dos monges e monjas cistercienses dos conventos de Alcobaça e Coz.

Resultado de imagem para convento de alcobaça
Imagem tirada da net do mosteiro de Alcobaça

O ingrediente principal deste pudim, e por isso conventual, são os ovos, 12 precisamente, a eles juntamos calda de açúcar, amêndoa,manteiga e temos um doce de se ” bradar aos céus”o que não é de se admirar devido à sua origem!

 

 

Receita

Material

  • Forma de chaminé com 23cm
  • Tabuleiro onde caiba a forma com água

Ingredientes

  • 10 gemas + 2 ovos inteiros temperatura ambiente
  • 500g de açúcar
  • 1/2 litro de água
  • 35g de manteiga s sal à temperatura ambiente
  • 150g de miolo de amêndoa moido com pele

Preparação

  1. Leva-se ao lume a água e o açúcar até ficar ponto pérola. Se tiverem dúvidas como se atinge o ponto podem verificar aqui
  2. Deixa-se arrefecer um pouco, unta-se uma forma com manteiga e deita-se 200ml da calda.
  3. À calda restante junta-se a manteiga e a amêndoa, cortam-se os ovos com uma faca para não os arejar, e juntam-se ao preparado anterior, só a envolver! Não queremos ar no pudim.
  4. Deita-se muito devagar na forma. Vai ao forno em banho maria a 150ºC durante 60 minutos.

IMG_7848-2

IMG_7853-2

 

Bom apetite!

Beijos e abraços

Ana

Se fizer o Rei dos pudins, tire uma foto e publique no instagram #acozinhadaanikas, gostaria muito de ver como  o pudim tomou forma na sua cozinha.

 

Sobremesa de maçã e caramelo 

Este mês a Marta escolheu a maçã com este lindo logo  para nos desafiar a colocar coisas boas na sua sempre linda mesa. Como já tinha a maçã debaixo de olho pois deram-me umas maçãs reinetas que teriam de ser utilizadas rapidamente, resolvi que um dump cake que tinha visto à tempos nas minhas pesquisas seria  a melhor maneira de aproveitar as ditas maçãs. Não consegui arranjar uma tradução em português para dump cake e por essa razão preferir chamar-lhe sobremesa de maçã e caramelo. De qualquer forma gostaria de brevemente deixar aqui o que descobri acerca do referido dump cake. A palavra dump tem a tradução literal de despejo e de facto o que se faz é “despejar” alguns ingredientes para um tabuleiro levar ao forno ou não e rapidamente temos uma sobremesa. Geralmente esses ingredientes são adquiridos já pré-confeccionados para acelerar o processo, o que nem sempre resulta bem. Dizem os entendidos que o sucesso dos dump cakes  resulta em utilizar os tais ingredientes feitos de raíz ou seja feitos por nós. Claro que aqui em Portugal é muito fácil pois ainda não temos à venda a quantidade de produtos já confeccionados que os americanos  e ingleses têm. Seguindo então o conselho anotei quais os ingredientes do dump cake e mãos à obra.!

IMG_3082-2

Comecei por fazer o recheio de maçã. Andei tão entusiasmada a fazer uma história para o instagram que esqueci de tirar fotos, mas não está tudo perdido porque guardei a história e publiquei na minha página do facebook que deixo aqui a ligação. Depois o caramelo salgado e por último a mistura de farinha.

Reuni todos os ingredientes IMG_3059-2.jpg

e comecei a montar pela seguinte ordem:

1- recheio de maçã

2- caramelo

3- mistura da farinha

4- nozes e quadradinhos de manteiga

para o forno e quando na cozinha começar a ter vários cheiros desde maçã assada com canela, a seguir a caramelo e por fim a bolo saberá que tem a sua sobremesa pronta!IMG_3094-2

Pode comer simples ou acompanhada por uma bola de gelado, natas batidas com um pouco de canela ou o que a sua imaginação lhe ditar. Eu para já acompanhei com uma bola de gelado regado com o caramelo salgado que me sobrou.IMG_3085-2

Bom apetite!!!

Receita

Ingredientes

Recheio de maçã

  • 8 maçãs qualidade à escolha
  • 6 colheres de sopa de água
  • 57g de manteiga
  • 2 colheres de chá de canela
  • 140g de açúcar
  • 2 colheres de sopa +1/2 de amido de milho
  • 4 colheres de sopa de água

Caramelo Salgado

  • 450g de açúcar
  • 170g de manteiga sem sal cortada aos quadrados
  • 200g de natas à temperatura ambiente
  • 1 colher de sopa de flor de sal

Mistura de farinha

  • 195g de farinha T55 sem fermento
  • 264 de açúcar
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1/2 colher de chá de sal fino
  • 72g de nozes partidas grosseiramente
  • 170g de manteiga sem sal cortada aos quadrados

Preparação

  1. Recheio de maçã: num tacho colocar as maçãs descascadas e cortadas ás fatias, o açúcar e a manteiga derretida com a canela. Cobrir a panela com uma tampa e deixar cozer, até a fruta amolecer. Mexer de vez em quando para não pegar, mas tendo o cuidado para não esmagar muito a fruta.
  2. Numa tigela pequena misturar o amido de milho com a água. Juntar à panela e continuar a cozer até a mistura engrossar. Queremos um recheio em que a fruta esteja cozida mais aos bocados.
  3. Caramelo salgado: modo de preparação  aqui
  4. Mistura de farinha: numa tigela misturar a farinha, o açúcar, o fermento e o sal

Montagem

  1. Aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha um tabuleiro 22x33cm e colocar o recheio de maçã, em cima o caramelo e seguidamente a mistura de farinha sacudindo um pouco. Para terminar as nozes e a manteiga aos quadrados a cobrir todo o tabuleiro.
  2. Levar ao forno 35 a 40 minutos. Retirar, deixar amornar ou esfriar e servir.

Beijos e Abraços

Ana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Doce de pimento japaleño

Regressada de férias finalmente vou deixar aqui um miminho para a mesa de Agosto da Marta . Mesmo de férias tirei um tempinho para procurar algo especial feito com o ingrediente escolhido pela Marta para este mês, pimentos.

Encontrei este doce de pimento japaleño receita de Joshua Bousel, o qual achei logo que era a minha cara. Pelo que investiguei, nos Eua 🇺🇸 é um doce que tem muitas utilidades, desde ser acrescentado a muitos molhos, comido com bolachas água e sal (crackers) e até nos hamburguers

Fácil de fazer, bastando triturar os pimentos no robot de cozinha ou numa trituradora, deixamos ferver com o açúcar, o vinagre, o limão, no fim juntamos a pectina para ganhar consistência e temos um doce com sabor a pimento, picante e com um ligeiro travo a vinagre.

Fantástico em cima de um queijo de cabra ou Feta em que temos aquele agri/doce mas picante….hum tão bom!IMG_2765-2

Também experimentei num molho de maionese, vinagre e açúcar em que troquei o açúcar pelo doce para temperar uma salada de mistura de couve branca, roxa e cenoura. Deu o doce qb mas acrescentou o picante e o sabor a pimento, maravilha!!!!

Deixo aqui mais umas opções onde se pode utilizar o doce que hei-de de experimentar com toda a certeza:

  • Acrescentar a uma marinada de carne porco;
  • No estufado da carne;
  • Para apimentar um vinagrete;

Bom apetite!

RECEITA

Ingredientes

  • 350g de pimentos verdes picantes
  • 450g de pimentos verdes
  • 1Kg de açúcar
  • 200g de vinagre de cidra
  • Sumo de 1 limão
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 saqueta de pectina Condi

Preparação 

  1. Tirar as sementes aos pimentos verdes picantes se quiser o doce menos picante. Caso contrário parta apenas os pimentos aos bocados.
  2. Nos pimentos verdes, tirar as sementes e partir aos bocados.
  3. Colocar os pimentos num robot de cozinha ou numa trituradora e triture os pimentos até ficarem em polpa.
  4. Colocar a polpa numa panela com o açúcar, vinagre, sumo de limão e o sal. Deixe ferver. Reduza o lume e cozinhe durante 15 minutos.
  5. Deitar a pectina e com uma vara de arames mexa constantemente durante 3 minutos. Retire do lume.
  6. Verta para frascos esterilizados enchendo apenas 3/4 dos frascos. Tape  e ponha os frascos em água a ferver por 10 minutos. Cuidadosamente retire-os da água, deixe arrefecer e guarde. Quando abrir coloque no frigorífico.IMG_2759-2.jpg

Beijos e abraços