1º Aniversário

Seria para ter sido festejado em Abril.  Infelizmente por questões de saúde tive que me ausentar durante alguns meses estando agora de volta.

Para festejar o primeiro aniversário aqui no blog resolvi deixar aqui a receita do meu primeiro bolo em camadas, porque foi um marco importante que me levou até aqui ao blog. Quero vos dizer também que sou apenas uma curiosa e neste caso uma gulosa de todo o tamanho, que resolveu sozinha apenas com as indicações da Rosie do blog sweetapolita e mais tarde do seu excelente livro , fazer um bolo em camadas que só de o ver me crescia água na boca! Era arriscado sem dúvida, pois era para celebrar o 13º aniversário da menina cá de casa com convidados, mas a gulodice falou mais alto e resolvi pôr mãos á obra e começar. Ficou assim!IMG_0391-2

Tenho que vos confessar que não ia conseguindo, mas como já disse uma vez e torno a dizer, quando as coisas são importantes para mim, não desisto com facilidade e assim lá levei o bolo até ao fim. Depois deste, a menina cá de casa nunca mais teve bolos de aniversário de compra tendo sido  sempre um desafio que até hoje foi ultrapassado.

Como é um post de aniversário e lá está tinha que ser desafiante, resolvi publicar a receita do bolo, assim como a sua execução passo a passo e uns vídeos (amadores e caseiros) para verem como o fiz.

Então falemos do bolo, é um bolo com 7 camadas em que 4 são diferentes e passo a enumerá-las pela ordem de como são montadas:

  1. 1/2 bolo de chocolate                            IMG_7399-2-2
  2. palitos la reine ensopados em café e licor de chocolate qb e creme tiramisu polvilhado com chocolate em pó
  3. 1/2 bolo de red velvet com uma camada de doce de framboesa
  4. mousse de chocolate
  5. a outra metade do bolo de chocolate
  6. palitos la reine ensopados em café e licor de chocolate qb e creme tiramisu polvilhado com chocolate em pó
  7. para finalizar a outra metade do bolo red velvet

Coberto com Italian merengue buttercream(creme de claras e manteiga) de framboesa e umas gotas de corante alimentar cor de rosa.

Na altura perguntei para mim mesmo que creme seria esse e se seria muito difícil de fazer. Acreditem sem perceber patavina de cremes, com as indicações precisas da Rosi e  seguindo-as à risca consegui fazer o creme de manteiga. Assim vou deixar aqui essas indicações e também um pequeno vídeo caseiro para as  exemplificar.

Para começar aconselho fazer primeiro o creme de tiramisú e a mousse, pois precisam de tempo no frio.

Na montagem do bolo utilizei um aro de uma forma de 20cm e 2 folhas A4 de acetato (podem comprar numa papelaria) para cobrir o bolo antes de ir ao frio, mantendo- o mais direito possível. A Rosie no seu bolo cobriu-o simplesmente com película aderente. Pessoalmente prefiro as folhas de acetato porque facilitam bastante o trabalho de manter o bolo direito quando o fomos cobrir com o creme de manteiga. Para decorá-lo, utilizei um saco de pasteleiro descartável que costumo comprar no hipermercado e um bico com sete pontas,#22.

Passemos então às receitas;

Creme de Tiramisú

Ingredientes

  •  240 ml natas (35% ) frias
  •  80 g açúcar
  • 2 gemas de ovo temperatura ambiente
  •  275 g de queijo Mascarpone temperatura ambiente
  • 1 colher de café de extracto de amêndoa
  • 1 colher de café de extracto puro de baunilha
  • 4 folhas de gelatina*
  • 1/2 colher de café de sal
  • 18-20 palitos la reine
  •  120 ml café expresso
  • 1 colher de sopa de licor de café
  • 1 colher de sopa de cacau em pó para polvilhar
  •  150 g doce de framboesa
  • framboesas frescas para decorar

Preparação

  1. Demolhar as folhas de gelatina em água fria. Numa tigela fria bater as natas até ficarem consistentes e guardá-las no frio. Noutra tigela bater com a batedeira as gemas de ovo com o açúcar até ficarem claras e volumosas.* Escorrer as folhas de gelatina e derrete-las em banho maria. Juntar o queijo marcarpone, os extractos, o sal e a gelatina e bater numa velocidade até combinar +/- 30 segundos. Juntar as natas e com uma espátula com movimentos debaixo para cima combiná-las com a mistura do queijo. Cobrir com película aderente e levar ao frio no mínimo 1 hora.

A receita original não contém gelatina e eu também não utilizo, porque descobri no Recheio, um supermercado a venda a retalho, umas natas usadas na pastelaria da Gresso que tem uma percentagem de gordura maior das que nós compramos nos supermercados normais. O que acontece com as natas normais, embora tenham os tais 35% de gordura, misturadas com o queijo mascarpone não ganham a consistência necessária para este bolo( digo com conhecimento de causa porque fui confrontada com esse facto no primeiro bolo que fiz) então será melhor juntar a gelatina.

Mousse de chocolate

Ingredientes                                                                  0-2

  • 2 gemas
  • 2 claras
  •  120 ml de leite gordo/meio gordo
  • 1/2 colher de café de sal
  •  90 g de chocolate preto partido aos bocados
  • 1 colher de sopa de rum/brandy/licor de chocolate 
  • 1/2 colher de chá de puro extracto de baunilha
  •  50 g açúcar
  • 120 ml de natas (35% cream)

Preparação

  1.  Num tacho em lume brando, combinar as gemas de ovo, o leite e o sal, sem parar mexer até a mistura engrossar. Não deixar ferver. Tirar o tacho do lume e acrescentar o chocolate partido aos bocados, mexendo até  o chocolate derreter e a mistura ficar sedosa. Juntar o álcool e o extracto, tornar a mexer até os ingredientes estarem incorporados. Colocar a mistura de chocolate numa tigela  e deixar arrefecer.
  2. Começar a bater as claras numa velocidade mais baixa até começarem a ficar em espuma, aumentar a velocidade  e gradualmente misturar 2 colheres de sopa de açúcar. Continuar a bater até ficarem em castelo. Incorporar na mistura de chocolate com uma espátula , sempre debaixo para cima.
  3. Bata as natas com as restantes 2 colheres de sopa de açúcar, até engrossarem e com uma espátula misturar na mistura do chocolate com as claras da mesma maneira, debaixo para cima. Cobrir, levar ao frio  mínimo 1 hora.

Bolo de chocolate

Ingredientes            IMG_7279-2                                                                                                  

  •  95 g de farinha T55 sem fermento           
  •  135 g de açúcar
  •  30 g de cacau em pó
  • 2 colheres de café de fermento em pó
  • 2 colheres de café de bicarbonato de sódio
  • 1/2 colher de chá de sal
  •  60 ml de leitelho temperatura ambiente*
  •  60 ml de café quente
  • 3 colheres de sopa de óleo vegetal
  • 1 ovo à temperatura ambiente
  • 1 colher de chá de extrato puro de baunilha

Não é fácil encontrar, costumo comprar no ALDI na prateleira onde estão os yogurtes

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno 180 C . Unte uma forma redonda com 20cm e forre o seu fundo com papel vegetal.
  2. Numa tigela grande coloque todos os ingredientes secos peneirados, incluindo o açúcar. Num copo grande de medida ou outra tigela junte o ovo, leitelho, café, óleo e o extrato de baunilha, mexendo todos os ingredientes com um garfo. Junte essa mistura à mistura seca e incorpore os ingredientes. Mexa só até estarem todos ligados.
  3. Leve ao forno  e coza  +/- por 22 minutos, faça o teste do palito e se este vier só com algumas migalhas estará pronto. Não deixe cozer demasiado. Retire do forno e deixe arrefecer 10 minutos antes de o tirar da forma.

 

Bolo Red Velvet

Ingredientes                                                             IMG_7279-2

  •  115 g Farinha T55 sem fermento peneirada
  • 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1/2 colher de chá de cacau puro em pó
  • 1 colher de café de sal
  •  35 g de manteiga sem sal temperatura ambiente
  •  130 g de açúcar
  •  45 ml de óleo vegetal
  • 2  colheres de chá de corante alimentar Red Velvet Emulsion *
  • 1 ovo á temperatura ambiente
  •  120 ml de leitelho à temperatura ambiente

Há quem apenas utilize, corante alimentar vermelho. Eu gosto de utilizar a emulsão porque além do vermelho dá um paladar característico ao bolo, o que eu designo de red velvet. Pode adquirir esta emulsão numa loja de venda de material para fazer bolos, ou online.    

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno a180C .Unte uma forma redonda com 20cm de diâmetro e forre o seu fundo com papel vegetal.
  2.  Peneire para uma tigela a farinha, o fermento, bicarbonato de sódio, cacau em pó e o sal. Reserve.
  3. Numa tigela colocar a manteiga, açúcar,óleo, e a emulsão Rede Velvet. Bater com a batedeira na velocidade média alta até a mistura ficar com uma coloração vermelha pálida, aumentar a velocidade para o máximo e continuar a bater mais 7 minutos. Baixe a velocidade para médio e acrescente o ovo até este estar bem incorporado, 30 segundos.
  4. Alternadamente começando com a farinha, depois metade do leitelho, novamente a farinha, leitelho e acabando com farinha, pondo na mistura da manteiga com a batedeira em velocidade mínima , até os ingredientes estarem todos incorporados. Não bata mais do que o necessário!
  5. Deitar a massa para a forma e alisar com uma espátula. Cozer por volta de 22 minutos ou até o palito sair seco.
  6. Retire do forno, deixe arrefecer 10 minutos, desenforme e deixe arrefecer completamente.

Creme de manteiga de framboesa

Ingredientes

  • 10 claras de ovo temperatura ambiente
  • 1/2 colher de café de creme tártaro *
  •  525 g açúcar
  •  120 ml de água
  •  680 g de manteiga fria sem sal cortada aos quadrados
  • 2 colheres de chá de extracto framboesa (opcional)
  • 1/2 colher de sal
  • colorante alimentar em gel cor de rosa *

Preparação

  1. Deite umas gotas de limão na tigela em que vai fazer o creme e limpe com papel absorvente, para não haver dúvida da não existência de qualquer resíduo de gordura na tigela. A existência de gordura por pequena que seja vai fazer com que as claras não ganhem volume. Coloque a ponta de bater claras na batedeira que também deverá limpar com algumas gotas de limão. Colocar dentro da tigela as claras e o cremor tártaro
  2.  Colocar uma panela em lume médio com 450g de açúcar e a água, mexa só para dissolver o açúcar. Deixe de mexer. Com um pincel molhado tire alguns restos de açúcar que possam ter ficado nos lados  da panela e deixe o açúcar e a água ferver. Com um termómetro próprio  vá medindo a temperatura do xarope  e quando o este chegar aos 76C começe a bater as claras em velocidade lente, até fazerem espuma. Aumente a velocidade para médio e gradualmente junte os 75g de açúcar que sobraram. Aumente a velocidade da batedeira para o máximo e bata até estas ficarem grossas e brilhantes (em castelo). Por essa altura o xarope já chegou aos 115C, baixe a velocidade da batedeira ao mínimo e verta CUIDADOSAMENTE o xarope nas claras. IMPORTANTE: verta o xarope longe das varas da batedeira para não espalhar por todo o lado e correr o risco de se queimar. Continue a bater até quando tocar no fundo da tigela e esta  estar fria. Se a sua cozinha for muito quente ou estiver um dia de muito  calor, pode ajudar colocando um pano mergulhado em água fria à volta da tigela enquanto esta bate o merengue com o xarope. Troque o bico para aquele que costuma bater os bolos e em velocidade baixa vá acrescentando os quadrados de manteiga, um de cada vez até estarem todos incorporados.
  3. Assim que isso acontecer, aumente a velocidade da batedeira e bata até a mistura ter a consistência de creme.IMPORTANTE: se durante este processo lhe parecer que o creme está coalhado, não se preocupe, continue a bater, o creme vai  ligar!
  4. Quando o creme estiver pronto acrescente o extrato de framboesa, caso opte por colocar, e o doce de framboesa e bata até este estar todo incorporado no creme. Para uma cor mais rosa deitar umas gotas de gel colorante
  5. Se lhe sobrar creme pode guardá-lo num recipiente hermético no frigorífico durante 1 semana ou no congelador durante 3 meses.
  6. Para fazer com que o creme fique com a consistência para utilizar, deixar que este fique à temperatura ambiente e bater com a batedeira em velocidade média até ficar fofo e cremoso.

* O creme tártaro é um pó muito semelhante ao bicarbonato de sódio que serve  na confeitaria para dar leveza ás massa e para estabilizar as claras em castelo evitando que elas sequem. Além disso, ele provoca uma reacção química que faz com que as claras em castelo fiquem fofas e dobrem de volume. Costuma haver à venda nas casas que vendem artigos para bolos, ou online.

* Eu habituei-me a usar gel colorante da AmeriColor, que não tenho conhecimento que exista à venda em Portugal. Em Portugal conheço da marca wilton que só utilizo numa emergência, não por causa da qualidade, mas porque gosto mais das cores  da American color. No caso de quererem experimentar eu costumo comprar online aqui

Montagem do Bolo

  1. Coloque um aro num prato giratório ou onde vai servir o bolo. Corte os dois bolos ao meio no sentido horizontal. Ficará com 2 camadas finas de bolo de chocolate e duas camadas finas de bolo red velvet
  2. Colocar a primeira camada de bolo de chocolate e cobrir com uma camada de palitos la reine. Pode partir alguns se for necessário ajustar.
  3. Numa tigela pequena combine o café com o licor e pincele só a parte de cima dos palitos. Não ensope para não ficarem moles. Espalhe por cima 250 g de creme tiramisú e polvilhe com cacau em pó. Por cima uma camada de bolo red velvet e espalhe 250 g de doce de framboesa cobrindo todo o bolo e em  cima deste 250g de mousse de chocolate.
  4. Coloque a última camada do bolo de chocolate e siga os passos 6 e 7 acima descritos. Cuidadosamente remova o aro e coloque 2 folhas coladas com fita cola de acetato a toda a voltado bolo e volte a colocar o aro. Ponha o bolo no frio pelo menos 30 minutos. Eu geralmente costumo montar o bolo à noite e deixo no frio de um dia para o outro.
  5. Retire o bolo do frio, tire o aro  a folha de acetato e comece a cobrir o bolo com o creme de manteiga. Cubra uma camada só para tapar as imperfeições e selar algumas migalhas dos bolos . Torne a levar ao frio +/- uns 15 minutos. Retire e então cubra com outra camada, tentando que fique o mais liso possível. Torne a levar ao frio mais uns minutos. Prepare um saco de pasteleiro com uma ponta de 7 estrelas e crie ao longo da parte de cima e baixo do bolo um rebordo com o efeito da ponta estrela 7 pontas.
  6. No cimo decore com algumas framboesas frescas
  7. Mantenha o bolo refrigerado até 15 minutos antes de servir. Ele tem que ser degustado à temperatura ambiente.

IMG_7397

 

Bom apetite!

Beijos e abraços

Ana

Se fizer o bolo, tire uma foto e publique noinstagram #acozinhadaanikas, gostaria muito de ver como o seu bolo tomou forma na sua cozinha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Açorda de caramão à moda de Cascais

Mais uma receita tradicional tirada dos tais livros antigos de culinária que encontrei na minha dispensa. Desta vez escolhi uma açorda de camarão á moda de Cascais. Cascais  é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa situando-se a cerca de

Resultado de imagem para Cascais imagens
imagem tirada da net

 30 minutos de Lisboa, junto à orla marítima sendo,  um dos destinos turísticos portugueses mais apreciados por nacionais e estrangeiros, uma vez que o visitante pode desfrutar de um clima ameno, das praias, das paisagens, da oferta hoteleira e gastronómica variada. Se gostar de saber mais acerca de cascais deixo aqui informação mais detalhada com algumas fotos.

Esta açorda foi feita de raiz, ou seja cozi os camarões, descasquei-os , triturei as cascas com água de cozedura dos mesmos e ensopei  o pão .

Com a cebola, os alhos e coentros faz-se um refogado sem  escurecer a cebola. Deita-se o pão já ensopado e os camarões na açorda Eu cortei os camarões aos quadrados, mas quando comi a açorda achei que  estes ficariam melhor se os desfiasse. IMG_2836-2

Com os ovos é ao gosto de cada um: há quem goste escalfado, ou misturar a gema crua na açorda.  Decora-se cada prato com 4 camarões cozidos.

Receita – 4 pessoas

Ingredientes

  • 500g de camarão + 16 camarões cozidos para decorar
  • 3 dentes de alho
  • 1 cebola grande
  • pimentão fumado qb
  • 60g de manteiga
  • 0,5dl de azeite
  • 7,5dl de água de cozedura do camarão
  • 250g de pão duro
  • 1 ramo de coentros
  • 4 ovos
  • sal e pimenta qb

Preparação

  1. numa panela com um litro de água e sal leva ao lume e quando a água estiver a ferver deitam-se os camarões e deixa ferver 3 minutos. Retira deixa esfriar um pouco e descascam-se. Desfia o miolo e reserva. As cabeças mais o resto das cascas, deita novamente na panela e deixa ferver mais 4 minutos.
  2. Coloca o pão cortado aos quadrados numa tigela.
  3. Com a “varinha mágica” ou robot de cozinha tritura as cascas, passa a água por um passador e tira 7,5dl  que deita nos quadrados do pão e deixa que o pão ensope bem.
  4. Noutro tacho com o azeite, deita a cebola e os alhos picados, deixa refogar um pouco sem deixar escurecer a cebola. Deita os coentros picados e tempera-se com sal, pimenta , pimentão fumado e deixa-se ferver em lume brando.
  5. Quando o pão estiver ensopado no liquido coloca no refogado e mistura bem.
  6. Deita os camarões desfiados e torna a misturar. Se a mistura estiver seca demais deita mais um pouquinho de água do camarão.
  7. Divida a açorda por 4 pratos fundos, abra uma cavidade no meio e coloque aí 1 gema que pode ser escalfada ou crua e misture. Enfeite com os camarões reservados e sirva sem demora.

Bom apetite!

IMG_2837-2

 

 

Espetadas de frango enroladas com bacon

Esta receita contém 3 ingredientes que se comem com alguma regularidade e de diversas formas cá em casa: Frango, Bacon e Cogumelos.

Uma receita que descobri numa das minha revistas de culinária (não sei se já referi mas são o meu vicio) em que depois de ter testado fiz algumas adaptações e ficou excelente. Acompanhei com batata doce frita aos palitos aromatizada com sal e oregãos.IMG_2743-2 Uma receita para repetir, experimentem e digam-me se não tenho razão!

Receita- 3 pessoas

Ingredientes

  • 4 peitos de frango cortados em 12 quadrados
  • sal, pimenta caiena, pimentão fumado, oregãos secos qb
  • 1 limão
  • 12 fatias de Bacon
  • 0,5 dl de azeite
  • 300g de cogumelos frescos cortados aos quadrados
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 dentes alho picados
  • 0,5dl de vinho branco
  • 1 ramo de salsa
  • 3 paus de espetada
  • 3 batatas doces médias cortadas aos palitos

Preparação

  1. Tempere os quadrados de frango com sal, pimenta caiena e pimentão fumado e sumo de meio limão; deixe tomar gosto no mínimo 30 minutos para tomar gosto.
  2. Parta as batatas doces em palitos. Numa tigela deite sal grosso, oregãos secos e reserve.
  3. Enrole uma fatia de Bacon em cada quadrado de frango e coloque nos espetos de madeira.Pincele com o azeite e leve a grelhar lentamente nas brasas ou na chapa.
  4. Frite as batatas em óleo quente, assim que estiverem fritas, retire e escorra o óleo, seguidamente coloque as batatas na tigela com o sal e os oregãos e dê umas voltas para que fiquem uniformente temperadas.
  5. Entretanto coloque uma frigeira ao lume com a manteiga e leve a corar os cogumelos. Junte os alhos picados e regue com o vinho; cozinhe por mais 2 minutos.
  6. Por fim, retire do calor e aromatize os cogumelos com a salsa. Sirva de seguida, com as espetadas decoradas com o restante limão cortado ás rodelas e as batatas fritas aromatizadas.

IMG_2747-2

Bom apetite!

Beijos e abraços

 

Olive Oil Cake with Fresh Peaches/ Bolo de azeite com pessegos frescos

It is #CakeSliceBakers time, and we are back with the August cake from World Class Cakes by Roger Pizey.  In this month I chose Olive oil cake with fresh peaches to honor my country, Portugal.IMG_2517-2 The Portuguese olive oil, known as ‘azeite‘, is one of the most delicious there are. If you want to know more about it, I founded this article  . Here in Portugal it is very common to cook and bake with olive oil. I personally only use olive oil in my coking.

Using olive oil instead of butter gives this cake a lovely light texture with a subtle flavor, as well as cutting back on it’s cholesterol contend. It´s positively healthy.  In this recipe says to spread the top of the cake with apricot jam when is ready.

 I did it at home and I also leave here the recipe.

It is a very easy cake to bake, but there are  two details to keep in mind for the recipe sucess:

1– The eggs and sugar have to be beaten for at least five minutes at hight speed until they reach the double of it’s volume and a pale color;

2– The others ingredients have to be carefully fold into the batter.

We ate a slice of this cake with a small glass of wine Moscatel.IMG_2526-2 This wine is made from a particularly aromatic grape variety, with citrus, flowery, ‘grapey’ flavours. It ripens to high sugar levels and is ideal for making sweet, fortified wines.  These wines tend to have good, balancing acidity, floral, citrus aromas, and flavours of orange or tangerine peel, apricots and butterscotch, turning nuttier and more figgy and raisiny the longer they remain in wooden vat. Minimum time in wood is 18 months, but mostly stays a little longer, while some Moscatel of Douro is aged for 10 or 20 years, and occasional wines are bottled as ‘Colheita’, with a vintage named on the bottle.

Cheers!!!!!

Recipe- serves 6

For the cake

  • 3 eggs
  • 2 tbsp finely grated orange zest
  • 1 1/3 cups superfine sugar
  • 1/2 cup olive oil
  • 1/3 cup whole milk
  • 1 cup all-purpose flour, sifted
  • 1 cup self-rising flour, sifted
  • 2 peaches, slice ( I use only one)
  • 1/4 cup apricot jam, warmed and strained

For the jam

  • 2 1/2  pound fresh, bright-skinned apricots
  • 3 cups of sugar
  • 1/8 cup water

Directions

  1. For the jam: Halve and pit apricotes.
  2. Heat de oven to 200 degrees. place sugar in a large shallow pan and put it in oven. Turn off oven and let sugar warm for about 15 minutes, stirring occasionally.
  3. Meanwhile, combine the apricots and water in a large kettle over low heat. Cook until tender, 10 to 15 minutes. Then add the warmed sugar and cooking until mixture reaches 221 degrees on a candy thermometer or falls in sheets from a spoon, about 45minutes.
  4. Remove from heat . Ladle jam into hot, sterilized jars, leaving 1/4-inch head space. Wipe excess jam from inside and outside rims, then seal.
  5. For the cake: Preheat the oven to 350ºF, and grease a deep 7inround springform cake pan.
  6. Beat together well the eggs, zest, and sugar.
  7. In a jar add the milk and olive oil, alternating add the wet ingredients with the sift flours until well combined. I did it for 3 times starting with the flour and ending up with flour again.
  8. Spoon the batter into the prepared pan and bake for 10 minutes.
  9. Carefully remove the cake from the oven and if a crust has formed make several cuts at even intervals on the surface of the cake and place the sliced peaches in the cuts.
  10. Return the cake to the oven and bake for 40 minutes.
  11. Remove from the oven, let cool for 10 minutes in the pan, and then turn out onto a wire rack.
  12. While the cake’s still warm, brush liberally with the warmed jam for a glossy finish.
  13. Serve a generous slice with a small glass oh grappa or vino santo. Here in Portugal it could be Moscatel Wine.

XoXo

Ana

Em português

Mais uma participação no #Cakeslicebakers com o livro World Class Cakes de Roger Pizey. Para este mês escolhi o Bolo de azeite e pêssegos frescosIMG_2525-2 para dar a conhecer o nosso azeite e à “boleia” o vinho Moscatel. É um bolo fácil de fazer, com poucos ingredientes: ovos(poucos), farinha, leite e azeite. Vai ao forno com fatias de pêssego no cimo e para mim uma novidade, colocam-se já com o bolo no forno. IMG_2513-2Para o sucesso desta receita tem que se bater muito bem ovos com o açúcar, e incorporar com muito cuidado os outros ingredientes para que o bolo não perca a sua leveza que adquiriu com o bater dos ovos.

Utilizei uma técnica que aprendi com a Jemma quando ela fez uma “genoise” de chocolate, que consiste em incorporar o resto dos elementos com uma colher grande. Aquelas que utilizamos para tirar a comida da panela para a travessa/pratos.

Quando cozido o cimo do bolo é pincelado com doce de alperce que eu mesma fiz e deixo a receita.IMG_2531 Acrescentei ao doce depois de pronto uma colher de sopa de uma infusão que fiz com uma mistura de ervas e frutos secosIMG_2534-2 que comprei na feira de Tires numa banca chamada Ervan’area IMG_2175  com o nome Toranja, Romã e Physalis, acentuando o sabor frutado e dando-lhe um cheiro divinal.

Um bolo simples que pode ser comido ao lanche acompanhado de uma chávena de chá ou um cálice de vinho Moscatel,IMG_2524-2  ficando igualmente  bem com uma bola de gelado.IMG_2527-2

Bom apetite!

Receita – 6 pessoas- forma funda 18cm

O Doce de Alperce

  • 1Kg125g de alperces descaroçados e cortados ao meio
  • 660g de açúcar
  •  50g de água

Bolo

  • 3 ovos
  • 2 colheres de sopa de raspa de laranja
  • 270g de açúcar fino(fiz no robot de cozinha)
  • 103g de azeite
  • 78g de leite gordo
  • 170g de farinha extra fina sem fermento
  • 160g de farinha com fermento
  • 1 pêssego cortado em fatias
  • Doce de alperce qb

Preparação

  1. Doce de alperce: Aquecer o forno a 200ºC. Colocar o açúcar numa tigela que possa ir ao forno. Quando o forno atingir a temperatura, desligar e pôr a tigela com o açúcar a aquecer durante 15minutos.
  2. Entretanto colocar numa panela funda os alperces e a água em lume brando e deixar amolecer a fruta +/- 15 minutos.
  3. Deitar o açúcar e deixar cozinhar até o termómetro do açúcar atingir 221ºC . O processo demora no total +/-45 minutos.
  4. Retirar do lume e colocar em frascos esterilizados*
  5. Bolo: Pré aquecer o forno a 180ºC. Untar uma forma funda com ou sem fundo movível.
  6. Num jarro juntar o azeite e o leite. Numa tigela juntar as farinhas peneiradas.
  7. Na tigela da batedeira com a ponta de varas, na velocidade máxima bater os ovos com o açúcar e as raspas de laranja durante 5 minutos até a mistura dobrar o volume e ficar com uma cor “pálida”.
  8. Retirar a tigela da batedeira polvilhar a mistura de ovo com 1/2 da farinha e com uma colher de sopa grande incorporar com movimentos grandes debaixo para cima. Deixar a colher na mistura e verter o azeite com o leite pelas costas da colher como vê na figura e novamente com os mesmos movimentos incorporar na massa. Finalmente o resto da farinha. Esta técnica ajuda a massa a não perder muito volume e o bolo quando cozido ficar “fofinho”.
  9. Verter a massa para a forma e levar ao forno 15 minutos. Ao fim desse tempo abrir a porta do forno retirar o bolo e se este já tiver uma crosta, com uma faca fazer oito cortes com intervalos regulares para colocar as fatias de pêssegos e voltá-lo a meter dentro do forno cerca de 45 minutos ou até o palito quando espetado no bolo sair seco. Eu fiz este processo todo com o bolo na porta do forno com cuidado para não me queimar. Na verdade não quis arriscar  tirar o bolo completamente do forno como indica a receita.
  10. Retirar o bolo do forno, deixar arrefecer dentro da forma durante 10 minutos e ao fim desse tempo então retirar da forma.
  11. Com o bolo morno pincelar o cimo com o doce de alperce que também deverá estar morno.
  12. Deixar arrefecer por completo e servir.

IMG_2521-2

Beijos e abraços!

Ana

Bolo gelado de Cereja

Com a entrada do Verão, cada vez mais ,vai apetecendo coisas frescas para fazer face ao calor. Comecei a época com um gelado de amora com pedaços de chocolate que podem espreitar aqui e aproveitando a época da cereja adaptei este bolo gelado que descobri na Sally.  Um combinado de doce leve de fruta + natas batidas + bolachas digestivas ,mais simples que isto não há. A minha última iguaria para colocar na mesa da Marta no seu ingrediente do mês d4bbd-cherry_1

IMG_2137-2

O doce de cereja é fácil de preparar e até pode fazer quando lhe der mais jeito e guardar no frigorífico. Consiste apenas em cerejas descaroçadas, água, açúcar um pouco de amido de milho para engrossar  o doce e sumo de limão. Quando engrossar um pouco tira do lume e deixa arrefecer.IMG_2119-2 As natas além do açúcar também levam um pouquinho de sumo de limão e raspas da casca do mesmo. 


Para as camadas começamos por colocar um pouco de natas batidas no fundo da forma forrada só para as bolachas ficarem coladas, depois as bolachas,natas batidas, doce de cereja,natas batidas,bolachas, natas batidas, doce de cereja, natas batidas, bolachas e terminamos com natas batidas.

Cobrirmos o bolo com a película aderente que deixámos a mais quando cobrirmos a forma-  é muito importante deixar pelicula a mais para quando o bolo estiver gelado o podermos tirar da forma para servir- e levamos ao congelador algumas horas ou de noite até de manhã.
IMG_2142-2

Quando servirmos convém deixar uns 15 minutos á temperatura ambiente.

Bom apetite!

Receita – 10 fatias – forma rectangular “bolo inglês”

Ingredientes

Doce de cereja

  • 450g cerejas descaroçadas
  • 50 de açúcar
  • 2 colheres de chá de amido de milho
  • 2 colheres de chá de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de água

Bolo

  • 1 pacote de bolachas digestivas
  • 500g de natas para bater 35% gordura
  • 40g de açúcar em pó
  • 1 colher de sopa de sumo de limão

Preparação

  1. Numa panela deitamos as cerejas e o açúcar levamos ao lume mexendo até as cerejas começarem a amolecer e libertar o sumo +/- 3 minutos. Entretanto numa tigelinha juntamos o amido de milho com a água e o sumo de limão até o amido se encontrar dissolvido. Deitar sobre as cerejas continuando a mexer e pode também esmagar algumas cerejas, mais uns 2 ou 3 minutos. Por essa altura a mistura já deve ter engrossado um pouco, tirar do lume e deixar arrefecer. Se estiver com pressa pôr no frigorífico para arrefecer rapidamente.
  2. Numa forma rectangular, forrar com película aderente deixando a mais nos lados (para facilitar quando for desenformar).
  3. Bater as natas com o açúcar o sumo e raspas de limão até engrossar e formar picos, tendo o cuidado para não bater de mais*
  4. Montar o bolo: espalhar uma camada fina de natas batidas no fundo da forma. Colocar uma camada de bolachas digestivas. Espalhar cerca de 1dl+1/2 de natas batidas por cima. De seguida colocar metade do doce de cereja no cimo voltar a espalhar mais 1dl+1/2 de natas e outra camada de bolachas digestivas, 1dl+1/2 de natas e o resto do doce de cereja, mais 1dl+1/2 de natas e a ultima camada de bolachas digestivas. Cobrir com o resto das natas batidas. Tapar com a película aderente e levar ao congelador durante algumas horas ou durante a noite.

Nota: Antes de bater as natas costumo colocar o batente no congelador por alguns minutos.

IMG_2145-2

Beijos e Abraços

Ana

Pota com cogumelos e arroz aromatizado de marisco

De vez enquanto gosto de cozinhar Pota. Tinha visto algumas  receitas e delas nasceu esta . É fácil e rápida de se fazer. Foi o nosso  jantar

Receita-4pessoas

Ingredientes

  • 1 cebola e 4 dentes de alho picados
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 150g de cogumelos laminados
  • 800g de pota cortada aos quadrados
  • 3 dl + 1/2 de creme de marisco instantâneo
  • 1 colher de chá de pimentão fumado
  • 1dl +1/2 de vinho branco
  • Sal e pimenta q.b
  • Coentros picados para polvilhar

Preparaçāo

  1. Preparar todo o creme de marisco conforme instruções da embalagem;
  2. Numa panela com o azeite, refogar a cebola e o alho, junte o pimentão fumado, os cogumelos laminados até dourarem e seguidamente os quadrados de pota;
  3. Deite o vinho branco deixe reduzir um  pouco ,acrescente o creme de marisco e cozinhe em lume brando até as potas estarem prontas. Se o molho começar a reduzir em demasia vá acrescentando o creme de marisco que sobrou.
  4. Retire do lume e polvilhe com coentros picados.

Aproveitei o resto do creme de marisco fazendo um arroz para acompanhar. Só para lembrar: 1 medida de arroz para duas de liquido.

Bom apetite!

Beijos e abraços!

Almôndegas á Camponesa

Estas almôndegas foram feitas apartir da receita da Mary almondegas caseiras á minha moda do blog ” O Meu Refúgio Culinário”, o qual foi o escolhido para este mês de Maio(colocar imagem) para recriar uma receita.

Fiz exactamente as almôndegas como a Mary e cozinhei-as à minha moda! Resolvi aproveitar um bom bocado de abóbora que me foi oferecido e uns pés de cebolinha que estavam mesmo a precisar de serem utilizados. No fim da cozedura acrescentei um pouco de natas para engrossar o molho e Voilá prontas a comer!!!

IMG_1725-2

Ingredientes

  • 500g +/- de Carne (porco, vaca, galinha)
  • 8 Fatias de Chourição
  • 8 Fatias de Paio
  • 2 Ovos
  • Meia Embalagem de Queijo Ralado (mistura de 4 queijos)
  • Pão Ralado
  • Sal
  • Salsa
  • Alho Moído
  • 360g de abóbora cortada aos quadrados
  • 1dl azeite
  • 5 alhos
  • 12 pés de cebolinha cortados ás rodelas
  • Uns raminhos de hortelã do campo a gosto
  • 1/2 lata pequena de tomate aos bocados
  • 2dl de vinho branco
  • 2dl de natas para cozinhar
  • Sal e pimenta qb

Preparação 

  1. Preparar e moldar as almôndegas conforme receita da Mary.
  2.  Numa panela aqueça o azeite e leve as almôndegas a corar, seguidamente junte a abóbada, os alhos e a cebolinha; deixe alourar.
  3. Junte o tomate a hortelã do campo a gosto, sal e pimenta e deixe amaciar.
  4. Refresque com o vinho branco, e cozinhe em lume brando com o tacho tapado +\- 10minutos.
  5. Junte as natas e cozinhe mais 10 minutos.
  6. Apague o lume e sirva de seguida decorado com um pouco mais de hortelã.

       Beijos e abraços!