1º Aniversário

Seria para ter sido festejado em Abril.  Infelizmente por questões de saúde tive que me ausentar durante alguns meses estando agora de volta.

Para festejar o primeiro aniversário aqui no blog resolvi deixar aqui a receita do meu primeiro bolo em camadas, porque foi um marco importante que me levou até aqui ao blog. Quero vos dizer também que sou apenas uma curiosa e neste caso uma gulosa de todo o tamanho, que resolveu sozinha apenas com as indicações da Rosie do blog sweetapolita e mais tarde do seu excelente livro , fazer um bolo em camadas que só de o ver me crescia água na boca! Era arriscado sem dúvida, pois era para celebrar o 13º aniversário da menina cá de casa com convidados, mas a gulodice falou mais alto e resolvi pôr mãos á obra e começar. Ficou assim!IMG_0391-2

Tenho que vos confessar que não ia conseguindo, mas como já disse uma vez e torno a dizer, quando as coisas são importantes para mim, não desisto com facilidade e assim lá levei o bolo até ao fim. Depois deste, a menina cá de casa nunca mais teve bolos de aniversário de compra tendo sido  sempre um desafio que até hoje foi ultrapassado.

Como é um post de aniversário e lá está tinha que ser desafiante, resolvi publicar a receita do bolo, assim como a sua execução passo a passo e uns vídeos (amadores e caseiros) para verem como o fiz.

Então falemos do bolo, é um bolo com 7 camadas em que 4 são diferentes e passo a enumerá-las pela ordem de como são montadas:

  1. 1/2 bolo de chocolate                            IMG_7399-2-2
  2. palitos la reine ensopados em café e licor de chocolate qb e creme tiramisu polvilhado com chocolate em pó
  3. 1/2 bolo de red velvet com uma camada de doce de framboesa
  4. mousse de chocolate
  5. a outra metade do bolo de chocolate
  6. palitos la reine ensopados em café e licor de chocolate qb e creme tiramisu polvilhado com chocolate em pó
  7. para finalizar a outra metade do bolo red velvet

Coberto com Italian merengue buttercream(creme de claras e manteiga) de framboesa e umas gotas de corante alimentar cor de rosa.

Na altura perguntei para mim mesmo que creme seria esse e se seria muito difícil de fazer. Acreditem sem perceber patavina de cremes, com as indicações precisas da Rosi e  seguindo-as à risca consegui fazer o creme de manteiga. Assim vou deixar aqui essas indicações e também um pequeno vídeo caseiro para as  exemplificar.

Para começar aconselho fazer primeiro o creme de tiramisú e a mousse, pois precisam de tempo no frio.

Na montagem do bolo utilizei um aro de uma forma de 20cm e 2 folhas A4 de acetato (podem comprar numa papelaria) para cobrir o bolo antes de ir ao frio, mantendo- o mais direito possível. A Rosie no seu bolo cobriu-o simplesmente com película aderente. Pessoalmente prefiro as folhas de acetato porque facilitam bastante o trabalho de manter o bolo direito quando o fomos cobrir com o creme de manteiga. Para decorá-lo, utilizei um saco de pasteleiro descartável que costumo comprar no hipermercado e um bico com sete pontas,#22.

Passemos então às receitas;

Creme de Tiramisú

Ingredientes

  •  240 ml natas (35% ) frias
  •  80 g açúcar
  • 2 gemas de ovo temperatura ambiente
  •  275 g de queijo Mascarpone temperatura ambiente
  • 1 colher de café de extracto de amêndoa
  • 1 colher de café de extracto puro de baunilha
  • 4 folhas de gelatina*
  • 1/2 colher de café de sal
  • 18-20 palitos la reine
  •  120 ml café expresso
  • 1 colher de sopa de licor de café
  • 1 colher de sopa de cacau em pó para polvilhar
  •  150 g doce de framboesa
  • framboesas frescas para decorar

Preparação

  1. Demolhar as folhas de gelatina em água fria. Numa tigela fria bater as natas até ficarem consistentes e guardá-las no frio. Noutra tigela bater com a batedeira as gemas de ovo com o açúcar até ficarem claras e volumosas.* Escorrer as folhas de gelatina e derrete-las em banho maria. Juntar o queijo marcarpone, os extractos, o sal e a gelatina e bater numa velocidade até combinar +/- 30 segundos. Juntar as natas e com uma espátula com movimentos debaixo para cima combiná-las com a mistura do queijo. Cobrir com película aderente e levar ao frio no mínimo 1 hora.

A receita original não contém gelatina e eu também não utilizo, porque descobri no Recheio, um supermercado a venda a retalho, umas natas usadas na pastelaria da Gresso que tem uma percentagem de gordura maior das que nós compramos nos supermercados normais. O que acontece com as natas normais, embora tenham os tais 35% de gordura, misturadas com o queijo mascarpone não ganham a consistência necessária para este bolo( digo com conhecimento de causa porque fui confrontada com esse facto no primeiro bolo que fiz) então será melhor juntar a gelatina.

Mousse de chocolate

Ingredientes                                                                  0-2

  • 2 gemas
  • 2 claras
  •  120 ml de leite gordo/meio gordo
  • 1/2 colher de café de sal
  •  90 g de chocolate preto partido aos bocados
  • 1 colher de sopa de rum/brandy/licor de chocolate 
  • 1/2 colher de chá de puro extracto de baunilha
  •  50 g açúcar
  • 120 ml de natas (35% cream)

Preparação

  1.  Num tacho em lume brando, combinar as gemas de ovo, o leite e o sal, sem parar mexer até a mistura engrossar. Não deixar ferver. Tirar o tacho do lume e acrescentar o chocolate partido aos bocados, mexendo até  o chocolate derreter e a mistura ficar sedosa. Juntar o álcool e o extracto, tornar a mexer até os ingredientes estarem incorporados. Colocar a mistura de chocolate numa tigela  e deixar arrefecer.
  2. Começar a bater as claras numa velocidade mais baixa até começarem a ficar em espuma, aumentar a velocidade  e gradualmente misturar 2 colheres de sopa de açúcar. Continuar a bater até ficarem em castelo. Incorporar na mistura de chocolate com uma espátula , sempre debaixo para cima.
  3. Bata as natas com as restantes 2 colheres de sopa de açúcar, até engrossarem e com uma espátula misturar na mistura do chocolate com as claras da mesma maneira, debaixo para cima. Cobrir, levar ao frio  mínimo 1 hora.

Bolo de chocolate

Ingredientes            IMG_7279-2                                                                                                  

  •  95 g de farinha T55 sem fermento           
  •  135 g de açúcar
  •  30 g de cacau em pó
  • 2 colheres de café de fermento em pó
  • 2 colheres de café de bicarbonato de sódio
  • 1/2 colher de chá de sal
  •  60 ml de leitelho temperatura ambiente*
  •  60 ml de café quente
  • 3 colheres de sopa de óleo vegetal
  • 1 ovo à temperatura ambiente
  • 1 colher de chá de extrato puro de baunilha

Não é fácil encontrar, costumo comprar no ALDI na prateleira onde estão os yogurtes

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno 180 C . Unte uma forma redonda com 20cm e forre o seu fundo com papel vegetal.
  2. Numa tigela grande coloque todos os ingredientes secos peneirados, incluindo o açúcar. Num copo grande de medida ou outra tigela junte o ovo, leitelho, café, óleo e o extrato de baunilha, mexendo todos os ingredientes com um garfo. Junte essa mistura à mistura seca e incorpore os ingredientes. Mexa só até estarem todos ligados.
  3. Leve ao forno  e coza  +/- por 22 minutos, faça o teste do palito e se este vier só com algumas migalhas estará pronto. Não deixe cozer demasiado. Retire do forno e deixe arrefecer 10 minutos antes de o tirar da forma.

 

Bolo Red Velvet

Ingredientes                                                             IMG_7279-2

  •  115 g Farinha T55 sem fermento peneirada
  • 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1/2 colher de chá de cacau puro em pó
  • 1 colher de café de sal
  •  35 g de manteiga sem sal temperatura ambiente
  •  130 g de açúcar
  •  45 ml de óleo vegetal
  • 2  colheres de chá de corante alimentar Red Velvet Emulsion *
  • 1 ovo á temperatura ambiente
  •  120 ml de leitelho à temperatura ambiente

Há quem apenas utilize, corante alimentar vermelho. Eu gosto de utilizar a emulsão porque além do vermelho dá um paladar característico ao bolo, o que eu designo de red velvet. Pode adquirir esta emulsão numa loja de venda de material para fazer bolos, ou online.    

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno a180C .Unte uma forma redonda com 20cm de diâmetro e forre o seu fundo com papel vegetal.
  2.  Peneire para uma tigela a farinha, o fermento, bicarbonato de sódio, cacau em pó e o sal. Reserve.
  3. Numa tigela colocar a manteiga, açúcar,óleo, e a emulsão Rede Velvet. Bater com a batedeira na velocidade média alta até a mistura ficar com uma coloração vermelha pálida, aumentar a velocidade para o máximo e continuar a bater mais 7 minutos. Baixe a velocidade para médio e acrescente o ovo até este estar bem incorporado, 30 segundos.
  4. Alternadamente começando com a farinha, depois metade do leitelho, novamente a farinha, leitelho e acabando com farinha, pondo na mistura da manteiga com a batedeira em velocidade mínima , até os ingredientes estarem todos incorporados. Não bata mais do que o necessário!
  5. Deitar a massa para a forma e alisar com uma espátula. Cozer por volta de 22 minutos ou até o palito sair seco.
  6. Retire do forno, deixe arrefecer 10 minutos, desenforme e deixe arrefecer completamente.

Creme de manteiga de framboesa

Ingredientes

  • 10 claras de ovo temperatura ambiente
  • 1/2 colher de café de creme tártaro *
  •  525 g açúcar
  •  120 ml de água
  •  680 g de manteiga fria sem sal cortada aos quadrados
  • 2 colheres de chá de extracto framboesa (opcional)
  • 1/2 colher de sal
  • colorante alimentar em gel cor de rosa *

Preparação

  1. Deite umas gotas de limão na tigela em que vai fazer o creme e limpe com papel absorvente, para não haver dúvida da não existência de qualquer resíduo de gordura na tigela. A existência de gordura por pequena que seja vai fazer com que as claras não ganhem volume. Coloque a ponta de bater claras na batedeira que também deverá limpar com algumas gotas de limão. Colocar dentro da tigela as claras e o cremor tártaro
  2.  Colocar uma panela em lume médio com 450g de açúcar e a água, mexa só para dissolver o açúcar. Deixe de mexer. Com um pincel molhado tire alguns restos de açúcar que possam ter ficado nos lados  da panela e deixe o açúcar e a água ferver. Com um termómetro próprio  vá medindo a temperatura do xarope  e quando o este chegar aos 76C começe a bater as claras em velocidade lente, até fazerem espuma. Aumente a velocidade para médio e gradualmente junte os 75g de açúcar que sobraram. Aumente a velocidade da batedeira para o máximo e bata até estas ficarem grossas e brilhantes (em castelo). Por essa altura o xarope já chegou aos 115C, baixe a velocidade da batedeira ao mínimo e verta CUIDADOSAMENTE o xarope nas claras. IMPORTANTE: verta o xarope longe das varas da batedeira para não espalhar por todo o lado e correr o risco de se queimar. Continue a bater até quando tocar no fundo da tigela e esta  estar fria. Se a sua cozinha for muito quente ou estiver um dia de muito  calor, pode ajudar colocando um pano mergulhado em água fria à volta da tigela enquanto esta bate o merengue com o xarope. Troque o bico para aquele que costuma bater os bolos e em velocidade baixa vá acrescentando os quadrados de manteiga, um de cada vez até estarem todos incorporados.
  3. Assim que isso acontecer, aumente a velocidade da batedeira e bata até a mistura ter a consistência de creme.IMPORTANTE: se durante este processo lhe parecer que o creme está coalhado, não se preocupe, continue a bater, o creme vai  ligar!
  4. Quando o creme estiver pronto acrescente o extrato de framboesa, caso opte por colocar, e o doce de framboesa e bata até este estar todo incorporado no creme. Para uma cor mais rosa deitar umas gotas de gel colorante
  5. Se lhe sobrar creme pode guardá-lo num recipiente hermético no frigorífico durante 1 semana ou no congelador durante 3 meses.
  6. Para fazer com que o creme fique com a consistência para utilizar, deixar que este fique à temperatura ambiente e bater com a batedeira em velocidade média até ficar fofo e cremoso.

* O creme tártaro é um pó muito semelhante ao bicarbonato de sódio que serve  na confeitaria para dar leveza ás massa e para estabilizar as claras em castelo evitando que elas sequem. Além disso, ele provoca uma reacção química que faz com que as claras em castelo fiquem fofas e dobrem de volume. Costuma haver à venda nas casas que vendem artigos para bolos, ou online.

* Eu habituei-me a usar gel colorante da AmeriColor, que não tenho conhecimento que exista à venda em Portugal. Em Portugal conheço da marca wilton que só utilizo numa emergência, não por causa da qualidade, mas porque gosto mais das cores  da American color. No caso de quererem experimentar eu costumo comprar online aqui

Montagem do Bolo

  1. Coloque um aro num prato giratório ou onde vai servir o bolo. Corte os dois bolos ao meio no sentido horizontal. Ficará com 2 camadas finas de bolo de chocolate e duas camadas finas de bolo red velvet
  2. Colocar a primeira camada de bolo de chocolate e cobrir com uma camada de palitos la reine. Pode partir alguns se for necessário ajustar.
  3. Numa tigela pequena combine o café com o licor e pincele só a parte de cima dos palitos. Não ensope para não ficarem moles. Espalhe por cima 250 g de creme tiramisú e polvilhe com cacau em pó. Por cima uma camada de bolo red velvet e espalhe 250 g de doce de framboesa cobrindo todo o bolo e em  cima deste 250g de mousse de chocolate.
  4. Coloque a última camada do bolo de chocolate e siga os passos 6 e 7 acima descritos. Cuidadosamente remova o aro e coloque 2 folhas coladas com fita cola de acetato a toda a voltado bolo e volte a colocar o aro. Ponha o bolo no frio pelo menos 30 minutos. Eu geralmente costumo montar o bolo à noite e deixo no frio de um dia para o outro.
  5. Retire o bolo do frio, tire o aro  a folha de acetato e comece a cobrir o bolo com o creme de manteiga. Cubra uma camada só para tapar as imperfeições e selar algumas migalhas dos bolos . Torne a levar ao frio +/- uns 15 minutos. Retire e então cubra com outra camada, tentando que fique o mais liso possível. Torne a levar ao frio mais uns minutos. Prepare um saco de pasteleiro com uma ponta de 7 estrelas e crie ao longo da parte de cima e baixo do bolo um rebordo com o efeito da ponta estrela 7 pontas.
  6. No cimo decore com algumas framboesas frescas
  7. Mantenha o bolo refrigerado até 15 minutos antes de servir. Ele tem que ser degustado à temperatura ambiente.

IMG_7397

 

Bom apetite!

Beijos e abraços

Ana

Se fizer o bolo, tire uma foto e publique noinstagram #acozinhadaanikas, gostaria muito de ver como o seu bolo tomou forma na sua cozinha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Red Fish no Tacho

Cá em casa, o peixe faz parte das nossas refeições. Assim sendo ando sempre á procura de novas maneiras e saborosas de o confeccionar. Vi esta receita na revista culinária cozinha de sucesso, à qual fiz algumas adaptações e que deixo aqui para experimentarem.

Cá em casa ficou aprovada e será sem dúvida para repetir!

Acompanhei com batatas doces assadas.

Receita – 4 Pessoas

Ingredientes

  • 1.2 Kg de postas de red fish
  • 2 malaguetas
  • 1 ramo de manjericão
  • 1 dl de azeite
  • 100g de bacon cortado ás fatias
  • 8 dentes de alho cortados aos quartos
  • 2 cebolas cortadas aos quartos
  • 250g de tomate cereja
  • 100g de cogumelos fatiados
  • 2 dl de vinho branco
  • sal e pimenta qb
  • 4 batatas doces cortadas aos quadrados
  • sal, pimenta, tomilho seco, pimentão doce, azeite qb

Preparação

  1. Temperar as postas de red fish com sal, pimenta, as malaguetas e as folhas de manjericão. Deixe tomar gosto no mínimo 30 minutos.
  2. Refogue no azeite quente, o bacon fatiado, os alhos´e as cebolas. Adicione o tomate cereja, os cogumelos e deixe amaciar.
  3. Acrescente o peixe com os temperos e refresque com o vinho. Deixe levantar fervura.
  4. Tempere as batatas com sal, pimenta,tomilho seco e pimentão fumado. regue com azeite a gosto e misture bem. Transfira para uma assadeira que vá ao forno.
  5. Transfira o preparado de peixe para dentro de um tacho de barro e leve ao forno, 190ºC, cerca de 25 minutos, juntamente com as batatas.
  6.  No fim do tempo estipulado, retire do calor e sirva de seguida.IMG_5657-2

Bom apetite!

Beijos e abraços

Ana

Pudim de coelho bravo à moda do Cartaxo

Logotipo Dia Um... Na Cozinha Fevereiro de 2018

Para esta edição em que o tema lançado é comida tradicional portuguesa e voltando aos meus livros de cozinha, da autora Maria Odette Cortes Valente, escolhi um pudim de coelho bravo à moda do Cartaxo.

Para quem não sabe, o Cartaxo é uma cidade portuguesa localizada no distrito de Santarém, situado nas margens do rio Tejo em que  a cultura da vinha e a produção de vinho estiveram desde sempre ligadas ao concelho, valendo-lhe o título de Capital do Vinho.

Fotografia tirada da net

Se tiver curiosidade em saber mais pode pesquisar aqui

Começa-se por deixar o coelho umas horas numa marinada de vinho, alhos, sal e pimenta.IMG_5561 No dia seguinte estufa-se o coelho na sua marinada com o chouriço, lentamente, eu deixei estufar em lume brando durante 90 minutos.

Enquanto isso, torrei ligeiramente as fatias de pão na torradeira e cortei-as aos bocados prontas para triturar. Depois do coelho estufado, deixei arrefecer um pouco, retirei a carne dos ossos, juntei o chouriço, o pão e triturei tudo no robot de cozinha,IMG_2899-2 finalmente juntei à mistura triturada o leite, os ovos ligeiramente batidos e supostamente o molho do estufado.

Supostamente interrogam-se vocês?!?! Na verdade, como não pus o molho ao pé de mim enquanto fotografava e filmava não o coloquei na mistura do coelho, só dando por ela, quando fecho a porta do forno com o pudim lá dentro, olhando para o fogão e vendo a panela com o molho. Em segundos tive que optar por deixar, ou retirar do forno e de alguma maneira colocar o molho no pudim….Optei pela segunda hipótese, afinal de contas era no molho apurado que estava todo o sabor do pudim!!! Lá fiz a batota, “desenrascando”, fazendo jus a uma das nossas características de sermos portugueses. Ficou bom na mesma!

IMG_5593-2

Bom Apetite!

Receita – 5 doses

Ingredientes

  • 1 coelho bravo/normal
  • 100g de chouriço regional
  • 1 dl de vinho branco
  • 3 dentes de alho
  • 1 ramo de salsa
  • 5 grãos de pimenta preta
  • 1 cebola grande
  • 1/2 dl de azeite
  • 50g de manteiga
  • 3 colheres de sopa de vinho do Porto
  • 100g de pão duro ligeiramente torrado
  • 1dl de leite
  • 5 ovos
  • sal, pimenta e noz moscada a gosto

Preparação

  1. Corta-se o coelho aos bocados e põe-se numa marinada feita com vinho branco, os dentes de alho picados, o ramo de salsa, a pimenta e o sal.
  2. Depois de algumas horas ou no dia seguinte, corta.se o chouriço ás rodelas e numa panela coloca-se o coelho, o chouriço e a marinada tapando o tacho e ferve devagarinho.
  3. Quando ferve, mistura-se então, o vinho do porto, os grãos de pimenta e a noz moscada ralada ou em pó.
  4. Depois de estufado, retira-se os ossos ao coelho e leva-se a triturar juntamente com o pão ligeiramente torrado e o chouriço.
  5. Numa tigela deita-se a mistura de carne ralada, junta-se os ovos ligeiramente batidos, o leite e o molho da carne, envolvendo muito bem.
  6. Aquece o forno a 160ºC, unta uma forma de “bolo Inglês” com manteiga, deita a mistura e leva ao forno +/- 45 minutos ou até o pudim estar cozido.
  7. Deixa amornar retira da forma e serve acompanhado com molho de tomate e couve-flor cozida regada com azeite e vinagre.

IMG_5589-2

Beijos e abraços

Ana

https://www.facebook.com/acozinhadaanikas/videos/1017831261702847/"

Pão de pipocas

Tenho que confessar que não resisto a receitas fora do comum. Assim que vejo uma, mais dia menos dia, tenho que experimentar! Foi o que aconteceu com este pão de pipocas receita de Edward Lee . Experimentei, gostei e assim decidi passar a receita com todos os passos, como já vem sendo costume para vocês experimentarem também!

Como o nome indica a primeira coisa a fazer são as pipocas, ou comprá-las já feitas de preferência sem sal. Caso já venham com sal convém diminuir o sal da receita.IMG_2843-2

A seguir o melhor seria juntar os líquidos com o fermento de padeiro seco e o açúcar porque vamos ter de esperar por volta de 10 minutos para activar o fermentoIMG_2849-2

Os líquidos que a receita pede são, água e leite. Eu como na noite anterior estive a fazer queijo fresco, substituí a água pelo soro do queijo, que ainda deixa o pão mais fofinho.

Enquanto esperava pelo fermento, derreti a manteiga, pois esta terá que arrefecer um pouco senão mata o fermento  e também triturei as pipocas.IMG_2846-2

Depois é só juntar todos os ingredientes, a farinha no fim e amassar 5 minutos à mão ou na máquina.

Deixar levedar em local aquecido,  como não tenho aqueles fornos modernos que já têm a função levedar, quando começo a amassar a massa, ligo o forno no mínimo. Quando a massa está batida, desligo o forno, abro a porta e coloco a massa a levedar lá dentro

A massa vai levedar mais uma vez, depois de colocá-la nas formas.

Agora um assunto importante: na receita original, diz que antes de a massa ir ao forno, pincelá-la com- e vou traduzir como estava lá dito-manteiga artificial do cinema/teatro.O quê?!?!?! Fiquei a pensar que manteiga seria essa,  claro fui logo à procura da informação e descobri que nos espectáculos na América onde vendem pipocas,usam um óleo com sabor e cheiro a manteiga, que tem um teor de água inferior à da manteiga, quando misturado com esta não a deixa amolecer. Mas o melhor é que o referido artigo informa que manteiga clarificada faz a mesma coisa e diz como se faz e… eu fiz, e filmei para vocês verem, é muito fácil ! Pincelei então a massa com a manteiga clarificada e por cima polvilhei com as pipocas moídas, que tinha reservado.

E pronto aqui estão eles!IMG_5465-2 Bom Apetite!

Receita 6 a 8 pessoas

Ingredientes – pão

  • 1dl+1/2 água morna
  • 1dl+1/2 de leite morno
  • 5g de fermento seco de padeiro
  • 30g de açúcar
  • 45g de pipocas
  • 2 colheres de sopa de sal
  • 2 ovos temperatura ambiente
  • 75g de manteiga derretida
  • 456g de farinha sem fermento T65

manteiga clarificada

  • 50g de manteiga

Preparação

  1. Aquecer a 37ºC  a água e o leite e misturá-los numa tigela. Adicionar o fermento seco de padeiro e o açúcar. Deixar em repouso durante 10 minutos.
  2. Moer as pipocas no robot de cozinha ou numa trituradora, até ficar em migalhas. Reservar 4 colheres de sopa. Deitar o resto numa tigela grande.
  3. Adicionar o fermento e o sal ás migalhas de pipocas. Seguidamente os ovos desfeitos e a manteiga derretida morna. Misture tudo com uma espátula e vá misturando a farinha um pouco de cada vez, Amasse a massa à mão ou na batedeira com o gancho, durante 5 minutos ou até a massa ficar elástica. Transferir para uma tigela ligeiramente untada com manteiga, cobrir e deixar levedar em local morno até dobrar de volume.
  4. Colocar a massa na mesa enfarinhada  corte em dois bocados iguais. Coloque cada bocado numa forma untada rectangular “de bolo inglês”. Cubra e deixe levedar +/- 30 minutos.
  5. Pincele com a manteiga clarificada e polvilhe com as migalhas de pipocas que reservou.
  6. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante +/- 35 minutos.

Manteiga clarificada

  1. Derreta a manteiga. Eu derreti no microondas. Deixe arrefecer até aparecer uma camada espumosa. Retire com uma colher essa espuma. Vai reparar que a manteiga tem duas camadas. A primeira que ficou logo a seguir quando retirou a espuma,clara e transparente, e a outra por baixo esbranquiçada.
  2. Com cuidado verta para uma tigela essa camada clara e transparente (manteiga clarificada).
  3. Com o tempo há-de reparar que na camada branca vai encontrar água e gordura sólida.
  4. A manteiga clarificada também solidifica, mas quando volta a derreter ela fica sempre clara e transparente.

IMG_5471

Beijos e abraços

Ana

Aqui deixo um video a mostrar como fiz o pão e a manteiga clarificada

Caldeirada

Sim eu sei, há já algum tempo que não vinha aqui. A vida está-nos sempre a pregar partidas, não é por isso que ela seja má, pelo contrário, é sempre para nos dar uma oportunidade para pensar, dar significado e andar para frente. Dito assim parece fácil, mas não é, reconheço, mas pelo menos ter consciência de como a “coisa” funciona já é um pequenino passo e os grandes passos são a soma dos pequeninos…..

Ora desta vez deixo uma receita de caldeirada, de uma coleção de livros de cozinha tradicional portuguesa dos anos noventa de uma senhora chamada Maria Odette Cortes Valente. Diz a referida senhora que esta caldeirada é uma receita da Nazaré.

Resultado de imagem para nazaré
imagem tirada da net

Quem tiver curiosidade de saber mais acerca da Nazaré pode espreitar aqui.

Na verdade eu não fiz exactamente a receita como está no livro, não achei a variedade dos peixes que ela lista, utilizei safio, cação e tamboril. As quantidades também foram menores porque a adolescente cá de casa não gosta de caldeirada!

IMG_5372

A caldeirada é uma receita muito fácil de fazer, começamos por juntar os ingredientes que geralmente os colocamos  em camadas na panela. Nesta, cozinhei em três fases:

IMG_2831-2
1- deixei ferver estes ingredientes com o azeite 15 minutos
IMG_2832-2
2 -juntei as batatas e o vinho branco mais uns 10 minutos
IMG_2833-2
3- os peixes e as ameijoas

E aqui está ela prontinha para ir para a mesa e sem espera, que ela é boa é quentinha!IMG_5382-2

Bom Apetite!

Receita

Ingredientes

  • 500g de tamboril
  • 500g de safio (parte da barriga)
  • 500g de raia
  • 500g de ruivo
  • 12 amêijoas
  • 5 cebolas grandes
  • 5 dentes de alho
  • 4 tomates maduros
  • 1 +1/2 dl de azeite
  • 1 ramo de salsa
  • 1/2 litro de vinho branco
  • 1Kg de batatas
  • 1 folha de louro
  • Piripiri qb
  • Sal e pimenta qb

Preparação

  1. Cortam-se para um tacho grande as cebolas ás rodelas, o tomate aos bocados, e os dentes alho picados. Junta-se o azeite, a salsa e o louro e tempera-se com sal, pimenta e piripiri. Leva-se ao lume e ferve em lume brando cerca de 15 minutos.
  2. Entretanto descascam-se as batatas e cortam-se às rodelas. Depois de ferver 15 minutos acrescenta-se as batatas e o vinho branco. Volta a ferver até as batatas estarem meio cozidas.
  3. Nessa altura misturam-se os peixes limpos e cortados ás postas, polvilham-se com um pouco de sal e em cima põem-se as amêijoas. Sacode-se o tacho e põe-se a tampa. Ferve cerca de 10 minutos. Serve-se em seguida.IMG_5383-2

Beijos e abraços

Aqui está um pequeno video caso tenham alguma dúvida.




Oyster Ale Cake / Bolo de cerveja preta

em baixo está em português

This is the my last post for our cakes baked from our current book, World Class Cakes by Roger pizey on the #CakeSliceBakers challenge. The choices this month were Mark Hix’s Oyster Ale Cake, Kouign Aman, Panforte di Siena and Chocolate Cinnamon Babka. My choice was Mark Hix’s Oyster Ale Cake.

IMG_4821-2

I chose this cake because I love its ingredients, namely spices and cane molasses. This cake reminded me of a cake that I also love very much. It’s a traditional cake baked in Madeira Island.

Receita de Bolo de Mel da Madeira | Doces Regionais
Bolo de Mel (honey cake) photo take from net

I also learned that beer can also be made with oyster shells. Unfortunately here in Portugal I can’t get this beer, so I replaced it with a stout black beer.

I decided to make the spice mix at home. So I went to goodfood site and got the recipe which I’ll write below.

It’s a very easy cake to bake with a delicious flavor!  Enjoy a slice of it with a cup of tea.

Here a small handmade video showing how I baked this cake.

Recipe serves 8 to 10

Ingredients

  • 1/3 cup golden raisins
  • 3 1/4 cups self-rising flour, sifted
  • a good pinch of salt
  • 2 tsp my spice mix
  • 1 cup molasses sugar
  • 1 cup (2sticks) butter, cold, cubed
  • finely grated zest of 2 oranges
  • finely grated zest of 1 lemon
  • 1 large egg, beaten
  • 3/4 Hix oyster ale (or a stout or porter ale)
  • confectioners’ sugar, to dust

For spice mix

  • 1 Tbs ground allspice
  • 1 Tbs ground cinnamon
  • 1 Tbs ground nutmeg
  • 1 tsp ground cloves
  • 2 tsp ground mace
  • 1 tsp ground coriander
  • 1 tsp ground ginger

Directions

  1. Put the golden raisens in a large bowl, pour on enough boiling water to cover, and let soak overnight.
  2. The nex day when you´re ready to bake, preheat the oven to 310ºF, and grease and line a 8in x 4in loaf pan with parchment paper.
  3. Drain the golden raisins. Sift the flour, salt, and spices together into a bowl and stir in the sugar, then rub in the butter with your fingerstips until the batter resembles bread crumbs.
  4. Stir in the orange and lemon zests, then gently mix in the egg, golden raisins, and ale.
  5. Transfer the batter to the preparede pan, spreading it out evenly.
  6. Bake in a preheated oven for 1 1/2 to 1 1/4 hours or until golden and firm to the touch. To test, insert the point of a toothpick in the center, it should come out clean.
  7. Remove from the oven, let cool for 5 minutes or so in the pan, and then turn out onto a wire rack. Let cool, strip off the parchment paper and dust with confectioners’ sugar before serving.
  8. For mix spice blend allspices together, and store in a sealed jar away from light.

IMG_4830-2

Xoxo

Ana


 Este vai ser o último post acerca do livro World Class cakes. Em Janeiro iremos ter um novo livro, embora ainda não sabendo qual é, me deixa muito entusiasmada!

Neste último post escolhi um bolo feito com cerveja de cascas de ostras. Sabiam que se faz cerveja com cascas de ostras? Eu não, e como sou muito curiosa fui pesquisar e descobri  um site que explica como tudo aconteceu. Se tiverem curiosidade podem espreitar aqui

Este foi um bolo fácil de fazer, com sabores quentes que supostamente ( o tempo continua quente) se enquadrariam bem nesta época do ano e ficaria óptimo em qualquer mesa de celebração do Natal.

Na sua confecção fiz algumas alterações à receita original. Troquei o açúcar integral de cana por melaço de cana e fiz eu própria a mistura de especiarias, receita que fui buscar ao site goodefood e deixo também a receita. Por fim como não descobri a tal cerveja feita com cascas de ostras, utilizei uma staut normal

Fica aqui um pequeno vídeo “artesanal” que mostra os passos principais na confecção deste bolo.

Receita -8 a 10 pessoas -forma rectangular

Ingredientes

Mistura de especiarias

  • 1 colher de sopa de pimenta da Jamaica em pó
  • 1 colher de sopa de canela em pó
  • 1 colher de sopa de noz moscada em pó
  • 1 colher de chá de cravinho em pó
  • 2 colheres de chá de mácis *
  • 1 colher de chá de sementes de coentros em pó
  • 1 colher de chá de gengibre em pó

Para o bolo

  • 60g de passas douradas
  • 470g de farinha com fermento peneirada
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 2 colheres de chá da mistura de especiarias
  • 340g de melaço de cana
  • 226g de manteiga s sal fria e cortada aos quadrados
  • raspa de 2 laranjas
  • raspa de um limão
  • 1 ovo ligeiramente batido
  • 2dl de cerveja preta Staut
  • açúcar em pó para polvilhar

Preparação

  1. Para a mistura de especiarias: Misturar as especiarias e guardá-las num frasco selado ao abrigo da luz.
  2. Para o bolo: Colocar as passas em água quente até as cobrir e deixar amolecer durante a noite até ao outro dia.
  3. No outro dia acender o forno a 150C, forrar a forma com papel vegetal.
  4. Escorrer as passas, peneirar a farinha, o sal e as especiarias para uma tigela grande.
  5. Deitar a manteiga na tigela e com os dedos trabalhar com a farinha até esta ficar granulada tipo grãos de areia (ver vídeo).
  6. Deitar o melaço, misturar e seguidamente misturar as raspas dos citrinos, o ovo batido e por fim as passas.
  7. Deitar na forma já preparada e espalhar a massa de forma homogénea e colocar no forno pré-aquecido durante 60 minutos ou fazer o teste do palito e este sair limpo.
  8. Retirar do forno deixar arrefecer durante 5 minutos na forma e só então tirar com a ajuda do papel vegetal. Deixar arrefecer totalmente e polvilhá-lo com açúcar em pó.

Bom Apetite!

IMG_4832-2

Nota:

Macis ou mácide (forma preferível) é uma especiaria obtida de uma membrana que reveste a semente da noz moscada (Myristica fragrans)
Para extrair o macis, é necessário deixar secar o fruto da  noz-moscada, durante alguns meses. Após esse período, a casca separa-se do fruto, sendo possível extrair o macis, que em seguida também é deixado a secar. O produto final obtido possui uma cor avermelhada. Aberto o fruto, o macis é visto como uma rede membranosa vermelho-viva envolvendo a semente da noz. É quando, também, pode ser retirado, prensado e colocado para secar, resultando em fatias ou lascas de cor castanho-amarelada.

imagem retirada da wikipédia

Eu não coloquei porque não encontrei à venda nos sítios habituais.

Beijos e Abraços!

Ana

Bolo de Halloween Coração a Sangrar


Este post vai ser um post diferente dos meus post usuais, isto porque, não vai haver como habitualmente, fotos da confecção deste bolo e  explico a razão.

Este bolo foi feito por mim o ano passado por esta altura para a minha página no Facebook Os bolos da Anikas.

Por essa altura ainda não tinha este blog nem sonhava que o iria ter. Quando li qual era o desafio da 54º edição de um dia…na cozinha, pensei em não participar ,estou com outros projectos em andamento e não teria disponibilidade para pensar, nem tão pouco fazer algo para participar. Até… que me lembrei deste bolo e o gozo que me deu ao fazê-lo. Na verdade foi um desafio e “peras”!IMG_1880-2

Então, porque não deixar-vos também o desafio? Não tenho fotos de como se faz, mas vou escrever detalhadamente todos os passos, com alguns conselhos dos pontos mais problemáticos e deixo também a ligação do you tube onde uma senhora talentosa Elise Strachan  que faz bolos engraçadissimos e teve a ideia de criar este bolo. A ligação é em inglês mas para quem não tem conhecimento da língua, estou certa que depois de ler as minhas explicações, basta ver que chegam lá! IMG_1902-2.jpg

O que precisamos para o bolo:

  • um molde de coração que pode adquirir aqui
  • uma faca de cozinha
  • Prato para bolo que pode adquirir aqui
  • receita a dobrar de bolo red velvet
  • 1 pacote de candy melts vermelhos que pode adquirir em qualquer loja de decoração para bolos.
  • colorante alimentar vermelho
  • red velvet colorante que pode adquirir aqui
  • 700g chocolate branco
  • 236ml de natas
  • Gel vermelho que pode adquirir aqui

Receita bolo red velvet  +3 formas redondas 20cm

Ingredientes

  • 560g de farinha com fermento
  • 680g de açúcar
  • 110g de cacau em pó
  • 472 ml de água
  • 400g de manteiga  temperatura ambiente
  • 6 ovos L temperatura ambiente
  • 4 colheres de sopa de colorante alimentar red velvet
  • 2 colheres de chá de extrato de baunilha
  • 4 colheres de chá de óleo vegetal

Preparação

  1. Depois de medida, peneirar a farinha para uma tigela.
  2. Na tigela da batedeira juntar todos os ingredientes, começando a bater numa velocidade baixa ajudando com uma espátula á volta da tigela até estarem todos os ingredientes bem incorporados. Seguidamente aumentar a velocidade e bater + 3 minutos.
  3. Entretanto pré aquecer o forno a 180ºC, untar e forrar o fundo com papel vegetal a 3 formas de 20cm. Distribuir a massa igualmente pelas 3 formas (eu costumo usar uma balança).
  4. Levar ao forno durante +/- 20 minutos ou até o palito sair limpo. Retirar do forno deixar arrefecer e retirar os bolos da forma.

Receita de creme de manteiga

Ingredientes

  • 227g de manteiga sem sal á temperatura ambiente
  • 1 colher sopa de extrato de baunilha
  • 650g de açúcar de em pó para pastelaria
  • 1-2 colheres de sopa de leite

Preparação

  1. Peneirar o açúcar em pó 3 vezes
  2. Na taça da batedeira colocar a manteiga e bater em velocidade alta a manteiga até esta ficar cremosa e esbranquiçada +/- 5 minutos.
  3. Juntar uma chávena de açúcar em pó e em velocidade baixa misturar até o açúcar estar incorporado com a manteiga, aumentar a velocidade para o máximo e bater 2 minutos. Repetir o processo até o açúcar acabar.
  4. Deitar uma colher de leite e o extrato de baunilha e bater. Se o creme ainda estiver pouco cremoso junte a outra colher de sopa de leite torne a bater e reserve.

NOTAS: Devem utilizar o açúcar em pó para pastelaria(confeiteiro) que se compra no supermercado.                                                                                                                                 Devem mesmo peneirar 3 vezes o açúcar em pó. É essencial para evitar que se sinta o açúcar no creme.                                                                                                                                  Utilizem uma boa manteiga.  Eu utilizo a Primor ou a Gresso pois têem o teor de gordura necessário que aguenta serem bem batidas, caso contrário correm o risco de a manteiga talhar. Já me aconteceu!

Montagem

  1. Derreter os candy melts vermelhos conforme as instruções do pacote. seguidamente retire umas colheres de sopa de candy melts derretido e espalhe pelas paredes do molde de coração tapando todos os recantos, retirando o que ficar a mais. Leve ao frigorífico para solidificar 5 minutos.
  2. Numa tigela ponha as natas em cima do chocolate branco partido e leve ao microondas em intervalos de 1 minuto mexendo em cada intervalo, até o chocolate estar derretido +/- 3 vezes máximo. Muita atenção para não deixar queimar! Juntar algumas gotas de colorante vermelho. Guardar.
  3. Retirar o molde do frigorífico e espalhar outra camada de candy melts vermelho e tornar a colocar no frigorifico para solidificar.
  4. Usando uma faca com serra, retirar a parte caramelizada debaixo e dos lados dos três bolos (que entretanto já esfriaram). Com um nivelador de bolos retirar o cimo dos bolos para ficarem planos e corte cada um ao meio, ficará com seis camadas.
  5. Espalhar um pouco de ganache (chocolate derretido com as natas e o colorante vermelho) em cada camada. A ganache ainda se deve encontrar um pouco liquida, não faz mal! Deixar secar – estará bem quando tocar não sujar os dedos.
  6. No prato para o bolo colocar a primeira camada – e nesta altura a ganache já deverá estar cremosa com a textura própria para barrar- e pôr mais um pouco de ganache, colocar a outra camada de bolo em cima, sempre com a parte que contém ganache para cima, e pôr mais um pouco de ganache. Repetir o processo até estarem as 6 camadas empilhadas.
  7. Com o resto da ganache cobrir o bolo todo. Colocar no frigorífico durante 30 minutos para solidificar.
  8. Colocar o creme de manteiga num saco de pasteleiro com um bico redondo grande e use a técnica de fazer pétalas que consiste em apertar para sair uma bola e depois arrastar um pouco nesse final apertar novamente para outra bola e arrastar. Fazer em todo o bolo. Aconselho a verem o vídeo!
  9. Antes de chegar ao fim espalhar o creme de manteiga no cimo do bolo. Não é preciso ficar perfeito, pois vão colocar no meio o coração. Acabem de preencher o que falta com as pétalas.
  10. Retirar com cuidado o coração do molde e colocá-lo no cimo e centro do bolo.
  11. Colocar a lâmina de uma faca com a mesma medida da que vai colocar espetada no coração, em água a ferver e seguidamente com muito cuidado espetar no coração até fazer uma abertura para colocar a outra faca. O processo tem que ser feito cuidadosamente porque corre o risco de partir o coração!
  12. Se ainda tiver sobrado ganache, reaqueça e como vai ficar liquida espalhe em cima  e á volta do coração para dar a impressão que está a sangrar. Se não lhe tiver sobrado , que foi o meu caso, com gel vermelho faça a mesma coisa que faria com a ganache.  Voilá…! Um bolo vistoso que não passará despercebido numa mesa de celebração de Halloween!
  13. You tube ligação do bolo

IMG_1896-2

IMG_1886-2

Beijos e abraços

Ana